12.6 C
São Paulo
quinta-feira, 23 setembro, 2021

Luiz Philippe de Orléans e Bragança lança livro em formato inovador

Revista Mensal

Com muitas ideias e em poucas palavras, Antes que apaguem denuncia os abusos políticos e das Big Techs, com base em postagens do Twitter

O Twitter é uma plataforma que, permitindo poucos toques por postagem, obriga o autor à concisão e o leitor à rapidez de raciocínio e reação. Considerada por muitos “terra de ninguém”, foi justamente esse o canal escolhido pelo cientista político Luiz Philippe de Orléans e Bragança para expor os atores e as instituições, em um manifesto pela liberdade, e registrar parte importante da nossa História.

Publicado pela Maquinaria Editorial, o livro Antes que Apaguem denuncia os abusos cometidos por todas as instâncias de poder e propõe uma nova organização de Estado.

Estruturado a partir de dois anos de tuítes, que Luiz Philippe formulou a pretexto das mais diversas circunstâncias, o livro é um sopro de lucidez política num cenário de incerteza, incompetência, imprecisão científica e desmandos que afetam a população.

Antes que Apaguem aborda desde questões nacionais, como nova Constituição e STF, até temas ligados a Relações Exteriores. Luiz Philippe foi vice-presidente da CREDN, a Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, na Câmara dos Deputados. As suas ponderações sobre relações internacionais e Big Techs são um dos motes da publicação, além de inspirarem o título da obra.

“Este é um livro-manifesto pela liberdade de expressão na internet e contra as políticas manipuladoras de cancelamento por parte das Big Techs, com a falsa premissa de defesa pela democracia”

Assim define Luiz Philippe sua nova obra. E acrescenta:

“A próxima geração não saberá estabelecer a diferença entre liberdade e manipulação no universo on-line, pois já nascerá sob as novas condições e códigos impostos”.

O primeiro livro de Luiz Philippe, Por que o Brasil é um País Atrasado? (em segunda edição pela Maquinaria Editorial) tornou-se best seller com três anos de publicação, atingindo a marca de 50 mil exemplares vendidos em formato físico e digital.

Enquanto este livro se tornou obra de referência para estudantes, professores de Economia, Sociologia e Política, e ativistas, oAntes que Apaguem, por sua vez, se destina a um público mais variado. Daí a expectativa de alcançar um número maior de leitores.

Edição de vanguarda

O design moderno, leve e acessível à leitura, apresenta páginas com linhas e espaços livres para respiros do olhar, trechos em destaque, links e QR Code para consulta às fontes, além de comentários anexos aos tuítes, para contextualizar o leitor aos diversos períodos da história recente, em ordem cronológica. A capa segue o minimalismo elegante feito de poucas cores e fontes simples, sendo atrativa tanto para exposição em prateleiras como para divulgação em meio digital.

O trabalho editorial

Importante mencionar o trabalho dos editores de Antes que Apaguem. A edição valoriza o conteúdo fornecido por Luiz Philippe, fundando um gênero literário com base nas experiências de leitura da geração que recorre, primordialmente, às informações das redes sociais.

O ineditismo desse formato e a capacidade de síntese do autor em condensar a história recente dos bastidores do poder já tornam o livro relevante. Entretanto, a linguagem que dança entre o coloquial e a norma culta, dando a cada um o seu lugar no discurso, são motivos adicionais para conquistar o leitor de vez, logo nas primeiras páginas.

O livro não foi feito para deixar o leitor confortável. Montar o quebra-cabeças que a imprensa e o establishment desmontaram é uma tarefa que supera a do autor, e só se pode cumprir na interação com o público, como é praxe em redes sociais como o Twitter, que permite a extensão ad infinitum de longos debates — agora passíveis de ser recuperados neste formato de livro.

Quem começa a ler à noite, prepare-se para varar a madrugada. Luiz Philippe não vai deixar você dormir. Se dormir, aposto que Antes que Apaguem vai ficar na sua cabeceira. E permanecer ali mesmo após terminada a leitura.

Com informações da Assessoria de imprensa do deputado federal Luiz Philippe de Orléans e Bragança

Sobre o autor

Luiz Philippe de Orleans e Bragança é cientista político, ativista, escritor e deputado federal.


Gosta de nosso conteúdo? Assine Esmeril, tenha acesso a uma revista de alta cultura e ajude a manter o Esmeril News no ar!

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do Autor

UMA IMAGEM PARA GUARDAR丨Sob o verde amazônico, o metal reluz

Desde que confrontou a lenga-lenga internacional sobre o "desmatamento convulsivo do pulmão do mundo", devolvendo às algas seu estatuto...
- Advertisement -spot_img

Artigos Relacionados

- Advertisement -spot_img