Um japonês e três americanos retornaram de uma missão na Estação Espacial Internacional. Para a viagem eles utilizaram-se de uma nova nave espacial que garante a independência dos EUA dos veículos russos

Segundo a Agência Espacial Americana Nasa, os quatro astronautas que estavam em missão oficial na Estação Espacial Internacional (ISS) nos últimos seis meses, voltaram à Terra na madrugada deste Domingo, 2 de maio. A aterrissagem aconteceu na costa de Panamá City, no Estado da Flórida, às 2hs:56min. no horário local (3h:56min., no horário de Brasília). Barcos se encaminharam para o local do pouso a fim de apanhar a cápsula e seus tripulantes.

Em órbita desde 17 de novembro do ano passado, os astronautas Soichi Noguchi, Shannon Walker, Victor Glover e Michael Hopkins foram transportados até a ISS pela cápsula Dragon, fabricada pela SpaceX. Esta foi a primeira viagem do novo veículo, após quase uma década de dependência da Rússia. A cápsula, apelidada “Resilience“, foi lançada da superfície da Terra impulsionada por um foguete Falcon 9.

Vemos aqui o astronauta americano Michael Hopkins sendo retirado na cápsula. Créditos: Nasa/Reprodução.

A gigante das viagens espaciais SpaceX (Space Exploration Technologies Corp.), informou que estão programados outros dois voos tripulados ainda para 2021 a serviço da Nasa e quatro missões de reabastecimento da Estação Espacial Internacional nos próximos 15 meses.

Civis (mas não pessoas comuns) podem viajar para o Espaço

A SpaceX anunciou também a previsão de uma viagem inteiramente privada, em consórcio com a Axiom Space, para o fim de 2021. A Agência Espacial Americana, em comunicado oficial, insinuou que Tom Cruise, o famoso ator de Hollywood, poderia ser um dos viajantes espaciais; a notícia, contudo, não foi confirmada. Os custos para colocar um cidadão em órbita giram nas cifras dos milhões de Dólares, é evidente, portanto, que viagens dessa magnitude estão muito para além das capacidades econômicas do cidadão comum.

Novo veículo

Atualmente, a cápsula Dragon, fabricada pela SpaceX, é o segundo veículo capaz de chegar à Estação Espacial Internacional, ao lado do russo Soyuz. Desde que os americanos interromperam seus voos com os famosos ônibus espaciais, há nove anos, a nave russa Soyuz é a responsável pelo transporte de todos os visitantes da ISS desde 2011. Contudo, há um outro dispositivo para viagens espaciais fabricado pela empresa Boeing que, segundo notas oficiais, pode estar em operação dentro de um ano.

Partida do foguete na Flórida. Créditos: Reuters/Joe Skipper

Com informações do portal G1 e do site oficial da Nasa.

— A vista aqui não é magnífica? — perguntou Buzz Aldrin a Neil Amstrong.

— Não, é uma desolação — ele respondeu.

Gosta de nosso conteúdo? Assine Esmeril, tenha acesso a uma revista de alta cultura e ajude manter o Esmeril News no ar!

Leave a Comment

This div height required for enabling the sticky sidebar