13.4 C
São Paulo
quinta-feira, 21 outubro, 2021

Corpus Christi

Revista Mensal
Vitor Marcolinhttps://lletrasvirtuais.blogspot.com/
Apenas mais um dos milhares de alunos do COF. Non nobis Domine.

A solenidade católica fora instituída em 11 de agosto de 1264 pelo Papa Urbano IV

A bula Transiturus de hoc mundo (Passando deste mundo), outorgada pela autoridade do Pontífice Urbano IV no longínquo ano de 1264, estabelece uma das mais importantes práticas da da Igreja desde a sua fundação por N.S Jesus Christo. Fora, aliás, o próprio Mestre quem instituíra a festa litúrgica em honra de seu Santíssimo Corpo e de seu Preciosíssimo Sangue.

A didática do calendário litúrgico da Igreja Católica é altamente eficiente, há milênios os fiéis são instruídos nas matérias de e chamados, sazonalmente, ao esforço dos preceitos da religião. “Amar a Deus acima de todos as coisas e ao próximo com a ti mesmo” é o fundamento do Cristianismo. Fundamento este dotado de profundas e permanentes implicações morais.

A celebração litúrgica que observamos hoje é ocasião própria para seríssimas reflexões sobre as responsabilidades individuais do cristão. Não é necessário ter lido — e entendido — de fio a pavio a gramática Latina do Napoleão Mendes de Almeida para acessar, no bom Português, a tradução dessas palavras latinas: Corpus Christi é o Corpo de N.S. Nesta data a Igreja convida o fiel a refletir sobre o grau de comprometimento, de responsabilidade e de consciência com o qual ele está comungando.

Hoje, fala-se muito em vocação; vocação para a vida intelectual, para a vida matrimonial, bélica, operária, mansa, heroica, sacrificial. Contudo, existe um vocativo universal para o qual todos foram chamados: a vocação para a Santidade. Especialmente nesta data, a Igreja, mãe e mestra, conduz o cristão a um exame apurado da sua própria consciência.

Não é lícito aproximar-se do Santíssimo Sacramento em estado de pecado mortal. Hoje, é inegável a atmosfera de negligência, de leviandade e até de desdém com que as pessoas, os fiéis, aproximam-se para comungar. A Santa Missa parece ter se transmutado em mais um evento de entretenimento semanal; um acontecimento banal, menos empolgante do que ir ao cinema ou ao botequim com os amigos. Objetivamente, a mensagem do Corpus Christi é de uma clareza e eloquência constrangedoras: como estou comungando?


Com informações do site do Padre Paulo Ricardo e da Bula Papal Transiturus de hoc mundo.

“E, tendo dado graças, o partiu e disse: ‘Tomai, comei; isto é o meu corpo que é partido por vós; fazei isto em memória de mim'”.

I. Coríntios XI, 24.

Gosta de nosso conteúdo? Assine Esmeril, tenha acesso a uma revista de alta cultura e ajude a manter o Esmeril News no ar!

Esmeril Editora e Cultura. Todos os direitos reservados. 2021
- Advertisement -spot_img

1 COMENTÁRIO

  1. Uma página que conforta e inspira a reflexão. Amar a Deus sobre todas as coisas nos conduz ao auto conhecimento e gratidão pela vida. A consequência é o respeito e amor aos semelhantes. Na eucaristia, o alimento da alma, está o reforço para cuidar do corpo que recebe em recolhimento agradecido a graça do sacramento. Bela página!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do Autor

CRÔNICA丨Perda

Afrânio era um aprendiz de tipógrafo na Corte que, depois do trabalho nas oficinas da Rua da Guarda Velha,...
- Advertisement -spot_img

Artigos Relacionados

- Advertisement -spot_img