23.5 C
São Paulo
sábado, 28 maio, 2022

Auxílio Brasil deve injetar R$ 84 bilhões na economia em 2022, aponta estudo

Revista Mensal
Rute Moraes
Rute Moraes é cristã, estudante de jornalismo, apaixonada por livros, café, política e nada feminista.

A previsão é de que o valor seja destinado às necessidades de consumo imediato das famílias e usado também para pagar dívidas

De acordo com um estudo realizado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), divulgado nesta quarta-feira (19), o programa Auxílio Brasil deverá injetar na economia pelo menos R$84 bilhões ao longo deste ano.

Desse valor, 70,43%, ou o equivalente a R$ 59,16 bilhões, deverão ser aplicados no consumo imediato; enquanto 25,74%, equivalente a R$ 21,62 bilhões, terão como destino a quitação ou o abatimento de dívidas; e 3,83%, ou R$ 3,21 bilhões, serão poupados para consumo futuro.

“Diante do avanço no grau de endividamento da população, a tendência é que uma parcela significativa seja direcionada para a redução do endividamento”.

Texto do estudo da CNC

O documento cita o indicador do Banco Central do Brasil no qual consta a informação de que no terceiro trimestre de 2021, 30,3% da renda média dos brasileiros estava comprometida com dívidas.

Fonte: CNC

Auxílio Brasil

O programa de transferência de renda foi lançado pelo Governo Federal em substituição ao Bolsa Família. Mais de três milhões de famílias foram incluídas neste ano, zerando a fila do programa e aumentando para 17,5 milhões o total de famílias atendidas. Este é o maior patamar já registrado.

Para calcular o valor que o Auxílio Brasil vai injetar na economia em 2022, o estudo da CNC levou em consideração o pagamento do benefício no valor mínimo de R$400,00 ao total de famílias beneficiadas.

O Auxílio Brasil integra em um só programa várias políticas públicas de assistência social, de saúde, de educação, de emprego e de renda. Na terça-feira (18), teve início o pagamento dos benefícios já para o total de 17,5 milhões de famílias.

O tíquete mínimo que cada um dos beneficiários receberá será de R$400,00 e o valor médio a ser repassado às famílias, segundo a folha de pagamento do programa para janeiro, chegará a R$407,54.

Quem terá acesso?

São elegíveis para o Auxílio Brasil as famílias em situação de pobreza ou pobreza extrema que tenham gestantes, mães que amamentam, crianças, adolescentes e jovens entre 0 e 21 anos incompletos. 

São consideradas famílias extremamente pobres aquelas cuja renda familiar per capita seja de até R$100,00; famílias pobres, por sua vez, são aquelas cuja renda familiar per capita varia de R$100,01 a R$200,00. 

Para integrar o programa, é necessário que a família esteja inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e tenha mantido os dados cadastrais atualizados nos últimos dois anos.

Nada mudou para quem integrava o extinto Bolsa Família. Os cartões e senhas até então utilizados para saque dos benefícios seguem válidos e podem ser utilizados para o recebimento do Auxílio Brasil até que novos cartões sejam emitidos. 


Com informações de: Governo do Brasil e Portal do Comércio.


“Todo cristão deve ser tanto conservador quanto radical: conservador ao preservar a fé e radical ao praticá-la”.

John Stott

Gosta do nosso conteúdo? Assine a Esmeril, tenha acesso a uma revista de alta cultura e ajude a manter o Esmeril News no ar!

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do Autor

Homem é preso por armazenar fotos e vídeos de pornografia envolvendo menores em Serrana

Segundo especialista, o combate à pornografia infantil e a proteção à criança é dever de todo cidadão A Polícia Civil...
- Advertisement -spot_img

Artigos Relacionados

- Advertisement -spot_img