Liderados por São Paulo, brasileiros se erguiam em armas contra a tirania do varguismo

Cartaz de recrutamento paulista.

Em 9 de Julho de 1932, eclodia-se em terras Paulistas a Revolução Constitucionalista, o maior conflito militar no país do século XX. Foi uma revolta contra os mandos e desmandos da Ditadura Vargas, que tomava o poder em 1930 através de um Golpe de Estado.

Nada menos que 200 mil homens se apresentaram para lutar, mas não havia armas para todos; somente perto de 30 mil puderam efetivamente ser aproveitados. A mulher paulista participou ativamente, não só costurando uniformes, como também nas cozinhas, em enfermarias, e na confecção dos conhecidos capacetes de aço.

Tendo como estandarte os estudantes mártires – mortos em 23 de Maio daquele mesmo ano por tropas federais em uma manifestação contra Vargas, sendo um dos estopins da revolução – Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo (MMDC). O Civismo Paulista atingiu seu ápice com uma enorme adesão popular as tropas constitucionalistas; desde as elites até as classes populares, tantos homens como mulheres, tantos brancos como índios e negros. A Juventude Paulista, imbuídas do espirito constitucionalista, atendia ao chamado Patriótico da revolução se alistando espontaneamente.

Cartaz de propaganda Anti-Vargas. Um bandeirante com Vargas as mãos.

Em face de todas as adversidades, o movimento enfrentou sua capitulação apenas em 2 de Outubro de 1932. Os Paulistas agora se encontravam vitoriosos na Paz. A Constituinte e Promulgação da Constituição de 1934 vieram enfatizar a vitória moral, todo sangue derramado não fostes em vão, “viveram pouco para morrer bem, morreram jovens para viver sempre”.

Cartão Postal do M.M.D.C.

Referência

A Revolução Paulista de 1932, Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, acessado pela última vez em 09 de Julho de 2021 – https://www.al.sp.gov.br/noticia/?id=297456


PRO BRASILIA FIANT EXIMIA (“Pelo Brasil, faça-se o melhor”)

– Brasão do Estado de São Paulo

Gosta de nosso conteúdo? Assine Esmeril, tenha acesso a uma revista de alta cultura e ajude a manter o Esmeril News no ar!

fim
Revista Esmeril - 2021 - Todos os Direitos Reservados

Leave a Comment

This div height required for enabling the sticky sidebar
Ad Clicks : Ad Views :