O animal era semelhante ao moderno rinoceronte mas, diferentemente deste, não possuía chifres

Tão grande quanto as pretensões de poder global dos chefes do partido único chinês. Segundo os pesquisadores que analisaram a descoberta, o animal vivera há cerca de 26,5 milhões de anos nas vastas planícies asiáticas. A descoberta fora anunciada há uma semana num artigo publicado no periódico científico Communications Biology.

Seu habitat seria, segundo o artigo, a região do Sudoeste da China, no atual Tibete. O animal, batizado com o nome científico de Paraceratherium Linxiaense, viveu como um dos maiores mamíferos da história biológica da Terra. Primo do nosso muito bem conhecido rinoceronte, o Paraceratherium, segundo a pesquisa, apresentava as seguintes dimensões: 24 toneladas de peso (dez vezes o peso do rinoceronte moderno), 4,8 metros de altura (uma girafa mede entre 4,2 e 5,8) e um crânio cujo comprimento alcançava cerca de um metro.

O que fez a alegria dos paleontólogos e entusiastas fora o excelente estado de conservação dos restos mortais da colossal criatura. Fósseis deste gênero são geralmente encontrados despedaçados, o que certamente não ajuda nos esforços investigativos — praticamente detetivescos — em recompor, a partir unicamente dos ossos, todo o quadro existencial da criatura morta. Os paleontólogos informaram que o crânio mais o maxilar da criatura estavam muito bem preservados, o que os levou a estimar que a estrutura nasal do animal era mais curta, relativamente às espécies de rinocerontes atuais; e a cavidade nasal, no entanto, era mais profunda.

Seus traços anatômicos assemelhavam-se aos do rinoceronte-girafa, outro animal pré-histórico encontrado nas regiões entre o Cazaquistão e a China. As dimensões do Paraceratherium Linxiaense o permitiam buscar alimentos nos galhos altaneiros das árvores, a uma altura de até sete metros do solo. Ele não tinha chifres.

Com informações da Revista Veja e do periódico Communications Biology.

“Escolhe um trabalho de que gostes e não terás que trabalhar nem um dia na tua vida”.

Frase atribuída a Confúcio.

Gosta de nosso conteúdo? Assine Esmeril, tenha acesso a uma revista de alta cultura e ajude a manter o Esmeril News no ar!

Leave a Comment

This div height required for enabling the sticky sidebar
Ad Clicks : Ad Views :