Conheça o plano de resgate das tropas inglesas e francesas que fugiam do avanço alemão na França

Em 26 de Maio de 1940, durante a Batalha da França, se iniciava a Operação Dínamo, com o intuito de retirar das praias da França aproximadamente meio milhão de soldados ingleses e franceses. Que tinham batido em retirada devido ao avanço esmagador da Wehrmacht alemã e sua Blitzkrieg (Guerra-Relâmpago) – que já havia alcançado a Dinamarca, Noruega, Luxemburgo, Holanda e a Bélgica em um mês.

Bombardeiros alemães Ju-87 ”Stuka” atacando tropas aliadas nas praias da França. Cena do Filme ”Dunkirk” (Christopher Nolan – 2017)

A Força Aérea Real (RAF) enviou todas as aeronaves disponíveis para proteger a evacuação. Mais de 800 embarcações navais de todas as formas e tamanhos ajudaram a transportar tropas através do Canal da Mancha. As últimas tropas britânicas foram evacuadas em 3 de junho, com as forças francesas cobrindo sua fuga. Para acelerar o processo, o almirantado britânico apelou por ajuda aos proprietários de pequenos barcos civis de passeio.

Capa do ”O Estado de S. Paulo” de 1° de Junho de 1940, anunciando o ocorrido.

Churchill e seus conselheiros esperavam que seria possível resgatar apenas de 20 a 30 mil homens, mas ao todo 338.000 soldados foram resgatados de Dunkirk, um terço deles franceses. Noventa mil permaneceram para serem feitos prisioneiros e o força expedicionária britânica deixou para trás a maior parte de seus tanques e armas pesadas. Como resultado, 85% dos homens foram salvos. Toda a resistência em Dunkirk terminou às 9h30 do dia 4 de Junho.

Solados aliados nas praias de Dunkirk (França), aguardando o resgate. Maio de 1940.

Hitler tinha perfeitas condições de destruí-los na praia, mas permitiu que as tropas britânicas voltassem para casa somada a inúmeros soldados franceses que retornariam no Dia-D (1944). Ao acreditar que um diálogo e acordo com a Inglaterra ainda era possível, Hitler perdeu uma chance de esmagar completamente, com um golpe, grande parte do último bastião de resistência que existia contra ele na Europa até então.

Propaganda alemã demonstrando os ingleses e franceses cercados em Dunkirk (França).

Como resultado da fantástica ação de resgate, a moral dos Aliados foi para as alturas. Poucos dias depois, Churchill fez um de seus mais famosos discursos:

“Iremos até o fim. Lutaremos na França. Lutaremos nos mares e oceanos, lutaremos com confiança crescente e força crescente no ar, defenderemos nossa ilha, qualquer que seja o custo. Lutaremos nas praias, lutaremos nos terrenos de desembarque, lutaremos nos campos e nas ruas, lutaremos nas colinas; nunca nos renderemos (…)”

– Primeiro-ministro do Reino Unido, Winston Churchill, trecho do discurso “We Shall Fight on the Beaches“(Lutaremos nas Praias). Câmara dos Comuns, Parlamento do Reino Unido, 4 de Junho de 1940.

Referência

What you Need to Know about the Dunkirk Evacuations, Imperial War Museum, acessado pela última vez em 26 de Maio de 2021 – https://www.iwm.org.uk/history/what-you-need-to-know-about-the-dunkirk-evacuations

O ESTADO DE S. PAULO: PÁGINAS DA EDIÇÃO DE 01 DE JUNHO DE 1940 – PAG. 14, Acervo Estadão, acessado pela última vez em 26 de Maio de 2021 – https://acervo.estadao.com.br/pagina/#!/19400601-21697-nac-0014-999-14-not/busca/DUNQUERQUE


”Muito embora grandes extensões da Europa e antigos e famosos Estados tenham caído ou possam cair nos punhos da Gestapo e de todo o odioso aparato do domínio nazista, nós não devemos enfraquecer ou fracassar.”

– Primeiro-ministro do Reino Unido, Winston Churchill, trecho do discurso “We Shall Fight on the Beaches“(Lutaremos nas Praias). Câmara dos Comuns, Parlamento do Reino Unido, 4 de Junho de 1940.

Gosta de nosso conteúdo? Assine Esmeril, tenha acesso a uma revista de alta cultura e ajude a manter o Esmeril News no ar!

fim
Revista Esmeril - 2021 - Todos os Direitos Reservados

Leave a Comment

This div height required for enabling the sticky sidebar