24.9 C
São Paulo
terça-feira, 21 setembro, 2021

Kin-Jong Un: sobrinho vira “arma” contra ditadura norte-coreana

Revista Mensal
Claudio Dirani
Mais de 20 anos de experiência em diversas áreas da comunicação, incluindo marketing, rádio jornalismo e jornalismo esportivo, político e de variedades. Também é compositor e autor de cinco publicações, incluindo "MASTERS: Paul McCartney em discos e canções."

Após três anos, investigação revela plano espetacular de fuga de herdeiro do “Grande Líder” comunista

Kin-Jong Un ainda está entre nós? Tudo o que rodeia o ditador da Coreia do Norte permanece envolto em muito mistério. A verdade é que o mais novo episódio tem como protagonista o sobrinho do líder, que pouco tem aparecido em público desde que passou por cirurgia no coração em abril.

Informações do New York Post apontam que Kim Han-sol, sobrinho mais velho de Kin-Jong Un, estaria neste momento sob custódia da Agência de Inteligência Norte-Americana, a CIA. O paradeiro de Han-Sol, segundo o jornal, teria sido mantido em sigilo durante três anos – desde o momento em que seu pai, Kin-Jong Nam, foi assassinado em Kuala Lumpur, na Malásia.

Proteção à testemunha

Analistas políticos acreditam que a custódia de Kim-Han Sol seja um trunfo dos Estados Unidos, em uma ocasional disputa com a Coreia do Norte. A operação para que o jovem, hoje com 25 anos, pudesse driblar a vigilância do país comunista foi cinematográfica. A reportagem afirma que o próprio Sol procurou a ajuda do Free Joseon –grupo de “lutadores pela liberdade” da Coreia do Norte.  A partir daí, a fuga se deu de Macau para Taipei. Por fim, Sol, sua mãe e irmã conseguiram desembarcar na Holanda, onde foram contatados pela CIA.

Trama macabra

Considerado por muitos como o herdeiro legítimo do ex-“ o avô Kim Jong Il, Kim Han-Sol é um dos nomes mais poderosos da Coreia do Norte. Quando seu pai foi morto, em 2017, a situação se agravou. A tragédia ocorreu em 10 de fevereiro daquele ano, na Malásia. Naquele dia, Kim Jong-Nam – o meio-irmão de Jong Um – seria assassinado de forma quase imperceptível no saguão do aeroporto da capital do país asiático. Meses depois, legistas detectaram a presença de gás letal Sarin nas roupas do norte-coreano.

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do Autor

ENSAIO丨O Muro Invi$ível

Guiado por um ultraliberal, o Brasil dá seus primeiros passos para se livrar de foices, martelos e escombros da...
- Advertisement -spot_img

Artigos Relacionados

- Advertisement -spot_img