12 C
São Paulo
terça-feira, 28 junho, 2022

DOSE DE FÉ | Rita de Cássia

Revista Mensal
Leônidas Pellegrini
Leônidas Pellegrini
Professor, escritor e revisor.

Padroeira das causas urgentes, Santa Rita de Cássia uniu-se a Nosso Senhor em Sua Paixão sendo ferida na testa com um dos espinhos de Sua Coroa

Hoje e dia de Santa Rita de Cássia, freira.

Nascida nas montanhas de Roccaporena, perto de Cássia, região da Umbria, Itália, em 1380, Rita era filha de um casal de cristãos piedosos, que a instruíram na fé desde pequena.

A jovem Rita queria tornar-se religiosa, mas seus pais arranjaram-lhe um casamento, no qual ela acabou padecendo por anos. Seu marido, com quem teve dois filhos, era um homem infiel, bebia demais e tinha um gênio explosivo e violento.

Ela sofreu com paciência, resignação e fé seus anos de casada. Rezava diariamente pela conversão do marido, o que acabou acontecendo após 18 anos. No entanto, ele havia deixado um rastro de violência e crimes de sua vida pregressa, e acabou sendo assassinado em uma emboscada armada por antigos desafetos.

Os filhos do casal juraram vingar a morte do pai. Santa Rita, novamente, colocou-se em oração para que mais sangue não fosse derramado e seus filhos não comprometessem suas almas. Suas orações foram atendidas: os dois jovens converteram-se e perdoaram o assassino do pai. Pouco tempo depois, adoeceram e morreram. Em seu coração, a mãe sabia que estavam salvos.

Freira pela vontade de Deus

Sozinha, Santa Rita quis tornar-se freira e tentou ingressar no convento das Irmãs Agostinianas, mas foi recusada.

Certa noite, ela foi acordada por uma voz que a chamava: “Rita, Rita, Rita”. Quando abriu a porta, deparou-se com São Francisco de Assis, São Nicolau e São João Batista, que pediam que os seguisse. Obedeceu, e após andarem pelas ruas por um tempo, os santos desapareceram e ela sentiu um leve empurrão. Depois, entrou em êxtase e, quando acordou, estava dentro do convento, com as portas fechadas atrás de si. Diante desse milagre, foi aceita pelas irmãs.

O milagre da videira

A superiora, em dúvida sobre a vocação da noviça, mandou que ela regasse durante um ano um pedaço de madeira seca no jardim do convento. Ela obedeceu com paciência e, um ano depois, o tronco seco havia se transformado em uma videira que produz até hoje.

Videira de Santa Rita, no Convento das Irmãs Agostinianas em Cássia

Sofrendo com e por Cristo

Certa vez, orando aos pés da Santa Cruz, Irmã Rita pediu a Nosso Senhor para que pudesse partilhar um pouco das dores que Ele sentiu em Sua Paixão. Então, um dos espinhos da Coroa de Cristo cravou-se em sua testa.

Com uma chaga que não fechava, ela teve de ficar isolada das demais Irmãs por 15 anos, em constante jejum e oração.

Os sinos anunciam sua morte

Em 22 de maio de 1457, o sino do convento começou a tocar sozinho quando os Anjos de Deus foram buscar Santa Rita, então com 76 anos. A chaga em sua testa fechou e seu corpo, que permanece incorrupto, começou a exalar (até os dias de hoje) um perfume de rosas.

Corpo de Santa Rita de Cássia, que exala perfume de rosas até hoje

Santa Rita de Cássia foi beatificada em 1627 por Urbano VIII, e canonizada em 1900 por Leão XIII. Além de Padroeira das causas impossíveis, no Brasil é Padroeira das cidades de Santa Cruz, no Rio Grande do Norte, e de Cássia, em Minas Gerais. Por aqui, também é considerada a Madrinha dos Sertões.

Santa Rita de Cássia, rogai por nós!

 

A chaga de Santa Rita

 

Quando Santa Rita orava

aos pés da Divina Cruz,

pediu pra sentir a Dor

de Nosso Senhor Jesus.

É piedosa e bendita

a chaga de Santa Rita!

 

O Cordeiro, comovido,

atendeu sua oração,

e com ela partilhou

um pouco de Sua Paixão.

É piedosa e bendita

a chaga de Santa Rita!

 

Um espinho da Coroa

que um dia O atordoou,

na testa de Sua filhinha,

amoroso Ele cravou.

É piedosa e bendita

a chaga de Santa Rita!

 

Irmã Rita se prostrou,

sentido as dores tão cruas,

e o sangue que lhe escorreu

juntou-se às lágrimas suas.

É piedosa e bendita

a chaga de Santa Rita!

 

Agradecida, a irmãzinha,

entre dores e alegrias,

rezou em ação de graças

um milhão de Ave-Marias.

É piedosa e bendita

a chaga de Santa Rita!

 

E quando ela enfim rumou

à Eterna Casa Gloriosa,

sua ferida estancou

e exalou olor de rosa.

É piedosa e bendita

a chaga de Santa Rita!

 

Pelo amor de tua chaga,

ó querida Santa Rita,

roga por nós a Jesus

e sê pra sempre bendita!

É piedosa e bendita

a chaga de Santa Rita!


Este conteúdo é exclusivo para assinantes da Revista Esmeril. Assine e confira as matérias dessa edição e de todo nosso acervo.

Esmeril Editora e Cultura. Todos os direitos reservados. 2022
- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do Autor

Finados

Finados   I Dos bisos conheci o Nona e a Nono, avós do pai, bem pouco conhecidos, na verdade, em seus mundos recolhidos, alçados quase...
- Advertisement -spot_img

Artigos Relacionados

- Advertisement -spot_img