Conheça os projetos do governador paulista para os próximos anos

Depois de organizar o seu programa de vacinação contra o COVID-19 –mesmo sem o Instituto Butantan ter em mãos dados sobre a real eficácia da Coronavac – o governador de São Paulo, João Doria, deu mais um passo para se descolar do movimento que o elegeu em 2018, e que o próprio governador “orgulhosamente” batizou como #BolsoDoria.

A nova empreitada de Doria está ligada ao que parte da opinião pública já chegou a acusar de teoria da conspiração: “O Grande Reset” – ou Grande Recomeço, movimento globalista ligado diretamente ao Fórum Econômico Mundial.

Evento do “Grande Reset

Em seu discurso no C4IR – O Grande Reset: Alavancando a Quarta Revolução Industrial, Doria destacou. em transmissão via streaming, itens como o poder do PIB de São Paulo (“34% de toda a produção nacional”), além de tocar em alguns de seus temas favoritos desde o início da pandemia:

“Os próximos 10 anos serão desafiadores para São Paulo. Somos guiados pela ciência e preocupados com o desenvolvimento com avanços tecnológicos e de sustentabilidade. Também procuramos respeitar acordos climáticos como os de Paris”.

Além do C4IR, Doria também participou do RESET 21-22 – São Paulo, Brazil

Fórum Econômico Mundial

Um dos personagens mais ativos desde o início da pandemia de COVID-19 é o nome forte por trás da organização dos eventos realizados nesta semana. Klaus Schwab, fundador e presidente do Fórum Econômico Mundial, também é autor dos livros como COVID-19: O Grande Reset, que traça um plano para uma espécie de nova ordem econômica mundial.

Em junho deste ano, Schwab declarou que “a pandemia seria “uma janela única e estreita” para ressetar a economia e reconstruí-la sobre bases sustentáveis, inclusivas e transparentes”.

Schwab também acredita que o coronavírus irá gerar um fator positivo a longo prazo: “Este é o começo de uma grande mobilização para mudar mentalidades e estilo de vida. Não bastam políticas pontuais de curto prazo”.

A opinião de Schwab – que encontra ressonância no governador de São Paulo – parece casar, de certa forma, com nomes da esquerda mais radical, como a do ex-presidente e atual condenado por corrupção e lavagem de dinheiro, Luiz Inácio Lula da Silva.

Em live realizada em 20 de maio, Lula declarou: “ainda bem que natureza, contra a vontade da humanidade, criou esse monstro chamado coronavírus… porque esse monstro está permitindo que os cegos enxerguem, que os cegos comecem a enxergar que apenas o Estado é capaz de dar solução a determinadas crises”.

fim
Revista Esmeril - 2021 - Todos os Direitos Reservados

Leave a Comment

This div height required for enabling the sticky sidebar
Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views :