Circula desde esta manhã um vídeo informal, produzido por um francês nascido na região da Alsácia e residente em Hong-Kong há vinte e cinco anos, que mostra como o tradicional método oriental contra epidemias é ainda o melhor.

Gripes são comuns no extremo-oriente. O uso de máscaras durante surtos epidêmicos, também. Contudo, os ocidentais insistem em métodos insuficientes, estafantes e dispendiosos para lidar com pandemias desencadeadas por esses vírus.

Europa, EUA e mesmo Brasil batem cabeça, enquanto metrópoles orientais adotam a mais eficiente das práticas: o uso geral e sistemático de máscaras pela população. Conforme revela o autor do vídeo, Hong-Kong registrou 4 mortes, em 600 casos, por corona-vírus ao longo dos três últimos meses.

Comparado aos números alarmantes de cidades de densidade populacional semelhante, como Nova York, é alentador. Henrique, como o andarilho se apresenta, compara também os números de casos na Alsácia, sua região natal, e em Hong-Kong. Embora a metrópole oriental tenha densidade populacional 40 vezes superior à da Alsácia, a região francesa sofreu muito mais com a pandemia.

O motivo? A falta de hábito dos ocidentais em lidar adequadamente com pandemias de gripes diversas. O uso de máscaras por pessoas de qualquer idade (todo e qualquer potencial contaminado ou portador do vírus) diminui drasticamente a propagação da doença.

Beira a insanidade ter de transformar um gesto tão simples e conhecido em Editorial público. Mas diante da quantidade de loucuras que a imprensa nacional tem propagado, contaminando as paixões dos brasileiros com o vírus do medo letal, resolvemos difundir, em respeito à profilaxia do espírito, o relato do bom francês sobre como transcorre a vida em Hong-Kong em meio à pandemia do coronavírus.

Bom final de semana e até o próximo dia de trabalho.

Na volta ao trabalho, USE MÁSCARA

Relato de um francês residente em Hong-Kong sobre a eficácia do uso de máscaras para evitar a disseminação do corona-vírus

Posted by Revista Esmeril on Friday, April 3, 2020
fim
Revista Esmeril - 2020 - Todos os Direitos Reservados

2 Comments

  1. Lembro de ouvir comentário de se tratar de costume comum no Japão. A pessoa gripada sai de casa com máscara para evitar contaminar os outros na rua. Pelo visto, isso se repete em Hong Kong. Imagino que também ocorra noutros lugares da China e nas Coréia. Excelente colocação. Obrigado.

  2. Não entendo medidas profiláticas inócuas, entretanto observo que infinitamente mais importante que profilaxias são as ações responsáveis!
    O que é responsabilidade em minha ótica: Ter o entendimento que TUDO o que concerne nossa integridade é exclusivamente responsabilidade NOSSA, e não de governos, planos de saúde, salafragens midiáticas, OMSs, ou qualquer outra organização que ganha com a doença e não com a saúde!

    O que é mais fundamental, usar máscara ou termos vergonha na cara e cuidarmos de nossa saúde de forma absoluta?
    Quem ingere alcool faz algo que preste para ele? Ficar “alegrinho, extrovertido e hipocritamente emotivo é algo salutar para nossa saúde? Mulheres ficarem mais flexiveis a sexo lazer é salutar, os resultados dessa flexibilidade está gerando pessoas piores ou melhores?
    Como mostro, o álcool, não importa a dose, NÃO PRESTA!
    E aí, é coerente os que não comungam essa desgraça terem que sustentar (via IMPOSTO, expropriação por força coerciva) os que apoiam e usam do alcool?
    Observo que as estatisticas sobre as sequelas geradas pelo alcool são viciadas, MENTIROSAS, mas mesmo assim, se pegarmos qualquer estatística sobre alcool das organizações de saúde, veremos que as mortes geradas pelo alcool DIRETAMENTE (não inclui danos colaterais dessa desgraça) são equiparáveis às mortes por violência, e ambas são exponencialmente mais nocivas que qualquer virose!
    E alcoolatras são grupos de risco.

    Os que cuidam de suas vidas de forma imunda, ingerindo imundícies com o álibi da carencia, da insegurança não são só “grupos de risco”, ELES SÃO O RISCO EM SI MESMO!
    E é mais que evidente que uma população absurdamente OBESA é risco só por existir!!
    Só com essa obviedade mostro que a maior ameaça à humanidade é a ESTUPIDEZ e não viroses, ou qualquer outra ameaça!

    Enquanto formos estúpidos, continuaremos fóbicos com qualquer nova situação mesmo que não alavancada midiaticamente como ameaça global!

    Usar máscara é procedente, mas não porque são importantes, mas sim porque a sociedade virou uma espécie de borra abjeta presunçosa que se acha especial e protegida por leis de salafros tão salafros como ela sociedade!

    Quando a imensa maioria da população já virou borra, é dependente do estado e endossa estado inchado, clama por planos de saúde, e acha que é especial, é muito mais interessante deletar essa escumalha em busca de uma limpeza, do que mantê-la viva, e disseminando seus modus operandi abjetos!

    Está mais do que claro que o que assola a humanidade não é virose, não é epidemia, mas sim a ESTUPIDEZ e degeneração que garante que o IRRESPONSÁVEL degenerado clame para os outros para que curem a vida dele!

    Não pretendo desmerecer métodos profiláticos, mas repito, só o irresponsável, o degenerado, o covarde, o parasita entende que sua medida é medida mundial, e só o degenerado entende que os outros são responsáveis pela proteção e cura dele.

    Me lixo para vírus lixo, e mais ainda por aqueles que irresponsáveis chegaram ao limiar da degeneração ao ponto de acreditar que os OUTROS são responsáveis pelas desgraças dele, degenerado!

    Creio que nessa bagaça virótica, sou o único que torce para que o vírus limpe o que a própria humanidade se recusa a limpar sob a pecha de piedade, fraternidade, e até por preguiça.

    Concluindo, a humanidade já despencou a ladeira degenerativa desde muito, e mesmo assim não foi exterminada por patogenias, e olha que fez por onde!
    É realmente coerente acreditarmos que essas palhaçadas virulentas são algo ameaçante, se a estupidez é atavismo da sociedade é total e perene? Se fosse fato, já não teriamos sido exterminados? Não é patente que tudo isso é palhaçada, com o único objetivo de fortalecer o poder do estado. As pessoas se matam diuturnamente, fazem de tudo que não presta, se recusam a cuidar de suas saúdes e se acabam em todo tipo de lixeirice em nome da carencia, em nome da covardia, em nome do mimo! E basta aperecer um falso alarde midiático e todos ficam preocupados com suas vidas que SEMPRE se dedicam a destruir?
    A galera vai encher o rabo de toda sorte de lixeira e já compra um eparex ou um antiácido de antemão, algo como se arrumar para pular da janela!
    É esse povo que alguém acha que está ameaçado por virose caronista???
    Essa turma já está morta!! São zumbis zumbindo nos ouvidos alheios que devem ser protegidos para não morrerem!
    A sociedade está COMPLETAMENTE ENFERMA, e morrerão não de corona vírus, mas de estupidez!
    Em vez de máscaras, deveriam usar capuzes, dessa forma ocultariam suas abjetas existências em vez de expô-las desavergonhadamente!

    Sei que é dura minha forma de colocar a coisa, mas infinitamente mais duro é ver o alarmismo acéfalo em cima de uma gripe!

    Em tempo, há um estudo sobre essa virose que coloca-a como uma reação ao 5g, ou seja,

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This div height required for enabling the sticky sidebar
Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views :