24.9 C
São Paulo
terça-feira, 21 setembro, 2021

Arquivo Esmeril | O Brasil não estava no mundo da lua em 1969

Revista Mensal
Claudio Dirani
Mais de 20 anos de experiência em diversas áreas da comunicação, incluindo marketing, rádio jornalismo e jornalismo esportivo, político e de variedades. Também é compositor e autor de cinco publicações, incluindo "MASTERS: Paul McCartney em discos e canções."

Da Terra à Lua, não faltaram em 2019 capas de revistas, landing pages, matérias e documentários relembrando as 5 décadas dos primeiros passos de Neil Armstrong em nosso satélite natural.

A real é que 1969 também foi marcado como um dos pilares do chamado Milagre Econômico brasileiro – efeméride, esta, que os progressistas preferem jogar debaixo do tapete, como se tudo tivesse começado em 1994.

Aqui na Esmeril a coisa é bem diferente. Não rasgamos nenhum calendário. Convidamos você a viajar no tempo para exatos 50 anos atrás em 15 de dezembro de 1969 e espiar como a sociedade caminhava.

De volta a 15/12/1969

No último mês de 69, o então presidente Emílio Garrastazu Médici se reuniria na semana daquela segunda-feira com seu grupo de ministros para determinar a meta de 8% para o PIB antes de 1972 (nota: em 1972, o PIB seria superior a 12%).

Sua mensagem direta ao responsável pelo planejamento, João Paulo dos Reis Veloso também incluía a diversificação na produção agrícola, destacando o “desenvolvimento de áreas de cultivo, políticas interna e externa mais agressivas e mecanização”.

Outro item da agenda seria o anúncio do Plano Brasileiro de Desenvolvimento, a ser anunciado oficialmente nos primeiros dias de 1970.

Aproveite as ofertas do Mappin

Entre um comercial e outro da tradicional loja de departamentos que prometia ficar aberta até as 22 horas com ofertas de Natal, outra notícia de interesse chamava a atenção do país em 15 de dezembro.

O então ministro do interior, Costa Cavalcanti, afirmava que o presidente Médici iria manter os programas de desenvolvimento na região nordeste, incluindo educação, saúde, agricultura e trabalho. O projeto da Sudene abrangeria, inclusive, “o aproveitamento de açudes públicos e privados”.

Direitos para os irmãos lusitanos

Enquanto isso, no Ministério da Justiça, o responsável pela pasta, Alfredo Buzald, anunciava a regulamentação do artigo 199 da constituição brasileira que garantia reciprocidade de quase todos os direitos aos portugueses residentes no país, caso o mesmo direito fosse conferido aos brasileiros moradores em Portugal.

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do Autor

ENSAIO丨O Muro Invi$ível

Guiado por um ultraliberal, o Brasil dá seus primeiros passos para se livrar de foices, martelos e escombros da...
- Advertisement -spot_img

Artigos Relacionados

- Advertisement -spot_img