Você pode achar que as notícias ligadas ao ministro Sérgio Moro sejam repetitivas – e até muito cansativas. Mas foi preciso mais uma entrevista concedida a um veículo de longo alcance (o Pânico, da Jovem Pan) para ratificar sua permanência – tanto na Justiça, como na Segurança Pública. Esta foi a primeira pergunta feita pelo apresentador, Emílio Surita.

“Não, nunca falei nada, nada mudou. Não tem nenhum motivo para eu não ficar. O próprio presidente já disse que o assunto está encerrado. Pode ser que num futuro distante isso seja discutido…mas os ministérios são mais fortes juntos do que separados”… “

“Estou cumprindo o combinado com o próprio presidente e os dados são positivos, da segurança pública. Os resultados falam por si. Claro que sempre falei que esses resultados foram compartilhados com as forças de seguranças estaduais e municipais”, apontou moro, destacando o combate bem-sucedido ao crime organizado.

Para exemplificar esses resultados, Moro destacou: “

Sensação de segurança urbana

Além de ser questionado pela bancada do programa (que incluiu a presença do jornalista Augusto Nunes), Sergio Moro foi perguntado por transeuntes da Avenida Paulista sobre outros temas, como – “Quando o povo irá se sentir mais protegido de assaltos nas cidadades?”

“Os números caíram – mas eram muito ruins. As coisas estão melhorando, só que são ainda são muito altos. Até chegarmos a uma percepção melhor vai demorar. Não dá para reverter as políticas equivocadas aplicadas até 2016”, declarou Moro.

Candidatura à presidência e descontentamento com o pacote anticrime

A inevitável questão sobre uma possível candidatura também foi colocada pela bancada do Pânico. A resposta do ministro não teve nada de inédita.

“Isso já falei um milhão de vezes e acho que daqui a pouco vou tatuar na testa. Em 2022, o presidente já apontou que irá concorrer a reeleição. E claro. Sou ministro do governo e irei apoiar o presidente Bolsonaro. É uma questão de lealdade e o presidente apoia as políticas da pasta. O orçamento foi reforçado. Isso é o fundamental. Não é um projeto pessoal estar no governo”, ratificou.

Fim
Revista Esmeril – 2020 – Todos os Direitos Reservados

Gostou da matéria? Assine nossa Revista mensal aqui.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This div height required for enabling the sticky sidebar
Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views :