A missão que o colocou em órbita fora batizada de “Missão Centenário“, em homenagem ao célebre voo de Santos Dumont com o seu 14-Bis em Paris, no longínquo 1906.

O astronauta natural de Bauru, SP., ocupa hoje a liderança do Ministério da Ciência e Tecnologia do Governo Bolsonaro. O ministro de 58 anos tem uma carreira acadêmica e militar invejável: Pontes é Tenente-coronel Aviador R1 da Força Aérea Brasileira, Bacharel em Ciências Aeronáuticas e Administração Pública pela Academia da Força Aérea Brasileira, engenheiro aeronáutico, formado pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), mestre em Engenharia de Sistemas pela Naval Post Graduate School, na Califórnia (Estados Unidos) e piloto de teste de aviões de caça com mais de 2.000 horas de voo em 25 tipos de aeronaves, incluindo F-15 Eagle, F-16 Falcon, F-18 Hornet e Mig-29 Fulcrum.

Em 29 de março de 2006, Marcos Pontes entrou para a História como o primeiro astronauta brasileiro a ir para o Espaço. Na Missão Centenário, o brasileiro fora acompanhado pelo cosmonauta russo Pavel Vinogradov, e pelo astronauta americano Jeffrey Williams. Naquele 29 de março, os três decolaram do Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, rumo à Estação Espacial Internacional.

Fruto de um acordo firmado entre a Agência Espacial Brasileira (AEB) e a Agência Espacial da Federação Russa (Roscosmos), a missão foi um sucesso. Antes de embarcar, o brasileiro passou por um treinamento na Cidade das Estrelas, complexo de formação e preparação de cosmonautas russos situado a cerca de 50 km de Moscou. A nave que os levou, a Soyuz TMA-8, acoplou na ISS no dia 1° de abril daquele ano. Lá, os três cientistas realizaram diversas pesquisas cientificas. Pontes levou oito experimentos que foram estudados em ambiente de microgravidade, seis deles de instituições brasileiras de pesquisa e dois de escolas de ensino médio, de São José dos Campos (SP).

“As coisas são mais belas quando vistas de cima.”

— Alberto Santos Dumont.

Com informações do portal UOL em parceria com o History, e do site do Ministério da Ciência e Tecnologia, do Governo Federal.

Gosta de nosso conteúdo? Assine Esmeril, tenha acesso a uma revista de alta cultura e ajude a manter o Esmeril News no ar!

Leave a Comment

This div height required for enabling the sticky sidebar
Ad Clicks : Ad Views :