18.5 C
São Paulo
domingo, 5 dezembro, 2021

Hoje na História: dedicação da Basílica de São Pedro

Revista Mensal
Vitor Marcolinhttps://lletrasvirtuais.blogspot.com/
Apenas mais um dos milhares de alunos do COF. Non nobis Domine.

No mundo cristão, a dedicação de uma igreja em pedra recorda aos fiéis a dedicação da alma a Deus

No dia 18 de novembro de 1626, o Papa Urbano VIII consagrara a Basílica de São Pedro em Roma, a cidade eterna. Depois de mais de um século do início das obras, o complexo arquitetônico símbolo máximo da Fé Cristã era finalmente concluído. Desde o início das obras, ainda no século XVI, a construção passou a abrigar obras de arte sacra singulares; objetos que, juntamente com a própria Basílica, tornaram-se elementos permanentemente presentes no imaginário cristão do Ocidente.

São Pedro recebera a contribuição de alguns dos maiores artistas da humanidade, como Bramante, Bernini, Rafael e Michelângelo. O complexo arquitetônico fora declarado patrimônio mundial da humanidade pela UNESCO — o reconhecimento formal desta entidade, apesar de desnecessário à Fé, evidencia a importância objetiva da construção sagrada.

Sob o altar da Basílica jazem os restos mortais de São Pedro Apóstolo, o primeiro Papa. A dedicação de uma igreja em pedra, tal qual ocorrera por meio do Papa Urbano VIII no longínquo 18 de novembro de 1626, é um ato simbólico cujo propósito é trazer à memória dos fiéis a dedicação da alma a Deus, que dEle torna-se morada por meio de sua Graça e adorável Presença. A Igreja recorda à cristandade a misteriosa realidade: o cristão fora feito “basílica” do Deus Altíssimo.

Com informações do site do Pe. Paulo Ricardo e do portal History UOL.

“Se alguém me ama, guardará a minha palavra; meu Pai o amará, e nós viremos a ele e nele faremos a nossa morada”.

Nosso Senhor Jesus Christo no Evangelho segundo São João, XIV:23

Gosta de nosso conteúdo? Assine Esmeril, tenha acesso a uma revista de alta cultura e ajude a manter o Esmeril News no ar!

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do Autor

CRÔNICA丨Perda

Afrânio era um aprendiz de tipógrafo na Corte que, depois do trabalho nas oficinas da Rua da Guarda Velha,...
- Advertisement -spot_img

Artigos Relacionados

- Advertisement -spot_img