quarta-feira 17, agosto 2022
22.9 C
São Paulo

Facebook remove página de documentário sem justificativa, diz produtor

Roberto Lacerda
Roberto Lacerda
Roberto Lacerda Barricelli é jornalista, assessor e historiador. Foi correspondente do Epoch Times e colaborador em diversos jornais, como Jornal da Cidade Online, O Fluminense, São Carlos Dia e Noite, Diário da Manhã, Folha de Angatuba e Jornal da Costa Norte

Josias Teófilo denunciou a remoção da página de seu documentário e processará a rede social

Nesta segunda-feira (29), o produtor Josias Teófilo denunciou a remoção da página de seu documentário pelo Facebook. Segundo Teófilo, a empresa será processada para restabelecer a página de “Nem Tudo se Desfaz”, que fora ”cancelada” sem quaisquer justificativas.

Recentemente, o deputado estadual Gil Diniz (Sem Partido), de São Paulo, obteve uma vitória judicial contra a rede social, por ter bloqueado sua página sem justificativas plausíveis – somente alegaram haver violações aos Termos e Serviços, sem especificarem quais seriam -, portanto, há jurisprudência contrária à essa prática do Facebook.

Nem Tudo de Desfaz

Classificado pelo produtor como “documentário ensaístico”, a obra trata das “Jornadas de Junho de 2013” e os desdobramentos que teriam resultado na eleição do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido).

Conforme Teófilo, os cinemas se recusaram a disponibilizarem o documentário ao público, alegando distanciamento de obras políticas. No entanto, essas empresas não deixaram de exibir o filme Marighella, dirigido por Wagner Moura.

O documentário será lançado online em dezembro deste ano. Para garantir seu acesso se registre em nemtudosedesfaz.com.

Com informações de Twitter (Josias Teófilo e Gil Diniz)


O cinema não tem fronteiras nem limites. É um fluxo constante de sonho

— Orson Welles

Esse conteúdo é exclusivo para assinantes da Revista Esmeril.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Abertos

Últimos do Autor