19.4 C
São Paulo
quinta-feira, 28 outubro, 2021

POLÍTICA E SOCIEDADE丨A briga da direita para existir

Revista Mensal
Bruna Torlay
Estudiosa de filosofia e escritora, frequenta menos o noticiário que as obras de Platão.

De todos os grupos direitistas ativos Brasil afora, poucos são barulhentos como o Movimento Conservador, até outro dia mais conhecido por “Direita SP”. Mas nem todo o barulho que o grupo tem feito desde sua fundação em 2016 impede que ele compartilhe com os demais o mesmo drama: a pressão para que se dissolva, se cale e desapareça do mapa.

Hoje, muitos conservadores entendem que a Direita apenas trabalha para existir; afirmar diante da sociedade, vencendo cismas da opinião pública desabituada à divergência de ideias, sua existência como opção política legítima.

Lidar com formas diretas e indiretas de cerceamento (da expressão do pensamento à associação mediante encontros em espaços públicos) tem sido a rotina do Movimento Conservador desde o início, marcado pela dificuldade de manter encontros no Centro Cultural São Paulo em virtude da pressão dos autointitulados “antifas” para que sumissem do pedaço.

Aos trancos e barrancos, sob protestos escancarados de grupos de esquerda antipáticos à partilha do palco político brasileiro, o Movimento Conservador avança pouco a pouco na boa e velha formação em ouriço: tática grega por meio da qual os hoplitas faziam de seus escudos uma parede com teto, suas lanças apontando ao exterior do seguro bloco.

Com um escudo numa mão e a lança na outra, Steh Papaiano, uma das lideranças do grupo, conta para nós as aventuras e desventuras vividas dia e noite pela infantaria dessa guerra cultural.

Esmeril Editora e Cultura. Todos os direitos reservados. 2021
- Advertisement -spot_img

1 COMENTÁRIO

  1. Sou um grande admirador desse movimento e graças ao bom Deus há líderes como Edson Salomão que tem a sua trajetória como exemplo.
    Parabéns pela exposição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do Autor

ATIVISMO EM PAUTA│Monarquia: pra que te quero?

Um retrato de como pensam e o que esperam os monarquistas brasileiros hoje.  “O melhor sistema de governo é aquele...
- Advertisement -spot_img

Artigos Relacionados

- Advertisement -spot_img