Ganhar a pecha de biscoiteira não é para qualquer uma. É preciso ter curvas, cabelo feito, unhas impecáveis, sobrancelha de salão, roupas de ginástica e redes sociais. Lógica, não precisa muito. Mas esperteza é fundamental.

A rotina da biscoiteira não é fácil. Com o mundo de acontecimentos que a mídia move de domingo a domingo para empurrar o presidente do penhasco mais próximo, não está fácil angariar atenção. Fosse Alckmin presidente, tudo seria mais fácil.

Na atual conjuntura, a ingrata tarefa de coletar curtidas exige até palpites políticos ao lado das fotos de coxas espremidas na legging laranja e cinza. Na pior das hipóteses, sempre se improvisa uma frase de efeito libertarianesca para justificar a exibição do silicone recém-implantado.

Com a direita dominando as redes sociais, parasitar os garotões anti-establishment virou tendência. O jeito é reposicionar a câmera e pronunciar, como quem não quer nada, o belo decote na foto de perfil. Aí é só deixar aquele comentário astuto na postagem mais compartilhada do dia pra garantir carona no entusiasmo geral.

A vida das biscoiteiras é efêmera como a energia que extrai, da farinha e do açúcar, o organismo. Vivendo à caça de seguidores, um passo em falso pode ser fatal no universo das bolhas políticas, animadas em destroçar constantemente umas às outras. Como somar cliques de uma bolha e de outra a fim de alcançar a meta, se a direita nunca chega a um acordo?

A era do teatro das tesouras não as obrigava a tomar partido; apenas creatina e suplementos. De repente, virou obrigação saber de que lado se está. Do próprio, ora essa! Mas vá explicar…

O jeito é focar no Instagram, xingar de gado a concorrência e manter os bonitões eminentes hipnotizados. Um dia o tempo, cruel para todos, chega de fininho ressequindo-lhes o corpo a ponto de obrigá-las a ver que, além dele, havia uma alma.

Eis o golpe de misericórdia: descobrir que ter uma digna de atenção é desgraçadamente mais árduo.

fim
Revista Esmeril - 2020 - Todos os Direitos Reservados

5 Comments

  1. O curioso nessa bagaça é que a palavra biscoito é sobremaneira dubia, pode ser entendida um tipo de “snacks”, e pode ser entendida a segunda bimbada! Afinal, bis coito quer dizer coito duplo! Não preciso dizer que a coitada biscoitera é coitada duas vezes! 😀

    Tem um ditado bem “machista” que diz: “todas merecem uma, algumas merecem duas, nenhuma merece três”! Nessa toada ouso supor que a biscoitadas estão bem, afinal merecem duas, mesmo que duplamente coitadas!!
    Vai entender as nuances alopradas da lingua pátria….. e sem se sentir acuado ou enfezado!

    Um brinde ao biscoito, ao triscoito, ao tetracoito, pentacoito, e quiça ao milcoito, ainda que coitados!! 😀

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This div height required for enabling the sticky sidebar
Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views :