12 C
São Paulo
terça-feira, 28 junho, 2022

LITERATURA | Escritora canadense lança suspense inspirado em macabro culto religioso

Revista Mensal
Vitor Marcolin
Vitor Marcolinhttps://lletrasvirtuais.blogspot.com/
Apenas mais um dos milhares de alunos do COF. Non nobis Domine.

Courtney Summers inspirou-se no caso Jonestown, seita norte-americana que levou centenas de seguidores ao suicídio nos anos 1970

Em 1978, em Jonestown, uma comunidade agrícola autossustentável no noroeste da Guiana, 918 membros de uma seita protestante cometeram suicídio coletivo. Cerca de 300 crianças estavam entre os mortos por ingestão de cianeto. James Warren “Jim” Jones, líder da seita, morreu com um tiro na cabeça; é provável que o reverendo tenha acompanhado seus discípulos no suicídio coletivo.

Fundador da Peoples Temple Christian Church Full Gospel (Templo dos Povos: Igreja Cristã do Evangelho Pleno), Jim Jones vendeu a imagem de justiceiro social empenhado em promover o fim das desigualdades por meio do livre exame das Escrituras Sagradas. O fundador da seita, no entanto, acumulou um histórico de charlatanismo, fraude e manipulação. Segundo ele, suas ideias para o estabelecimento de uma sociedade perfeita foram tiradas da Bíblia; o fim trágico dos seus seguidores seria a solução final para os problemas mundanos.

Courtney Summers, escritora canadense conhecida pela premiada obra Sadie, uma história de vingança, amor e lealdade cuja tônica é o assassinato de uma garotinha de 13 anos, buscou inspiração na tragédia de Jonestown para o seu novo livro. A escritora pretende visitar o Brasil para a divulgação do romance em breve. Na tradução brasileira, o livro recebeu o título de O Projeto (tradução “ao pé da letra”), e foi lançado pela Plataforma21. A inspiração da canadense foi o ambiente da seita de Jim Jones e os descaminhos que levaram os seus seguidores ao pacto de morte.

A história é narrada sob duas perspectivas distintas, o suspense de Summers orbita em torno do amor entre duas irmãs, Bea e Lo. Depois de perder os pais em um acidente de carro fatal, a primogênita Bea depara-se com Lo em estado de coma. A fim de encontrar cura para a sua irmã, Bea busca em Lev Warren, um carismático líder espiritual, uma intervenção milagrosa. Courtney Summers obtém êxito em mostrar para o público os perigos de se acreditar em falsos líderes religiosos, sobretudo aqueles que se apresentam por meio de grupos de autoajuda e prometem redenção em troca de fidelidade.

No dia 3 de julho, Summers estará no Brasil para a Bienal do Livro de São Paulo. Neste mesmo dia, a autora canadense participará de uma sessão de autógrafos no estande da editora Plataforma21.

Capa do livro/Divulgação

Com informações da Plataforma21 Editora.


“Se minha esposa dissesse que eu não devia ser Comunista, eu diria: ‘Esqueça isso, querida. Por Deus, eu vou esquecer você também!'”.

Jim Jones

Este conteúdo é exclusivo para assinantes da Revista Esmeril. Assine e confira as matérias dessa edição e de todo nosso acervo.

Esmeril Editora e Cultura. Todos os direitos reservados. 2022
- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do Autor

CRÔNICA丨Perda

Afrânio era um aprendiz de tipógrafo na Corte que, depois do trabalho nas oficinas da Rua da Guarda Velha,...
- Advertisement -spot_img

Artigos Relacionados

- Advertisement -spot_img