18.5 C
São Paulo
domingo, 5 dezembro, 2021

LEIA NESTA EDIÇÃO丨25

Revista Mensal
Bruna Torlay
Estudiosa de filosofia e escritora, frequenta menos o noticiário que as obras de Platão.

No universo do mercado financeiro, touro e urso são metáforas para alta e queda no mercado de ações. O ataque do touro lança a presa para cima. O urso, mais cruel, lança ao chão a sua vítima. O mercado oscila o tempo inteiro entre a chifrada do touro e o abraço do urso. Nos últimos meses, pelo menos aqui no Brasil, parece que o urso acordou da hibernação e tem mostrado os dentes. Por isso, é ele mesmo, o ataque do urso, o tema da presente edição.

Vida e Legado pinta o retrato de dois ilusionistas de Wall Street e seu caminho para a destruição da principal economia mundial.

Política e Sociedade pergunta ao talentoso Filipe Sabará quais as soluções da economia verde, em constante crescimento no Brasil, para tempos de crise.

Sétima Arte oferece a você, leitor, uma espécie de introdução ilustrada ao universo árido do mercado financeiro em dez filmes imperdíveis — provando que sempre é possível fazer limonada, quando o assunto é azedo.

O investidor Leandro Ruschel comparece à seção Problemas Nacionais para comentar a relação entre o atual governo e os recentes temores do mercado, o histórico brasileiro em termos de política econômica e a complicada relação entre economia e política.

Uma curiosa e inesperada carta chegou à nossa redação pelas mãos sempre engenhosas de Eric Cavalcanti, que traça o berço e o rumo da estratégia Cloward-Piven em Governança e Estratégia.

José Anselmo dos Santos prova, ancorado em documentos, a importância e amplitude da historiografia de Anthony Sutton em Patrimônio e Memória, que tenta pacientemente explicar aos desavisados que Wall Street deu e dá uma mão ao comunismo, por incrível que pareça.

Conversar é Pensar Junto convida você a refletir, com inimaginável simplicidade, sobre dinheiro, moeda e outros temas indigestos, seguida da estréia da coluna O que há de errado com… no caso desta edição: a concentração de capital, em que Antonio Fernando Borges faz o devido tributo a “chesterbelloc.”

Enquanto o Ensaio procura mostrar que, na história, a economia é um registro, e não o seu motor, Na Marca da Cal propõe a solução para salvar a copa do mundo da insana ideia de se fazê-la a cada dois anos.

Antes que seu coração sofra demais com a montanha russa da bolsa de valores, dê uma olhada nas dicas agregadas em Viver Bem, e enquanto a receita aprendida vai ao forno, confira a tocante Crônica, mais uma prova de que até o dinheiro vale mais é como material de literatura.

Por último, a tradicional trilha sonora da edição o aguarda em Palco, para refrescar a alma de tantas cifras, choques e patentes derrocadas.

Enquanto isso, do lado difícil da história, engrossamos o coro dos que clamam: “Vai, Paulo Guedes”, antes que o urso nos faça em picadinho…

Esmeril Editora e Cultura. Todos os direitos reservados. 2021

- Advertisement -spot_img

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do Autor

ATIVISMO EM PAUTA│Monarquia: pra que te quero?

Um retrato de como pensam e o que esperam os monarquistas brasileiros hoje.  “O melhor sistema de governo é aquele...
- Advertisement -spot_img

Artigos Relacionados

- Advertisement -spot_img