Explore os pontos de maior interesse no berço da Reforma Protestante

Não. Eisleben não é dos picos mais badalados do Velho Continente. Mas se a sua próxima missão for investigar o berço da Reforma Protestante, o município de apenas 24 mil habitantes está exatamente no X do mapa. Afinal, Eisleben é a cidade-natal de Martin Luther – ou Martinho Lutero – o pai do Luteranismo.

Rumo à Alta-Saxônia

Situado na região centro-leste da Alemanha, o estado da Alta-Saxônia abriga a minúscula Eisleben, pertencente ao distrito de Mansfeld-Südharz. Suas origens são conhecidas desde o século X, quando ainda era conhecida como Islebia, e tinha o comércio como principal atividade.

A verdade é que a relevância histórica da cidadezinha europeia despontaria aproximadamente seis séculos mais tarde, após notável sequência de eventos que alteraram os costumes.

Filho de Hans Luder e Margarethe Lindermann, Lutero nasceu em 10 de novembro de 1483 em uma pequena residência, tragicamente consumida pelas chamas em 1693. Em seu lugar, os alemães construíram um memorial totalmente dedicado ao reformista, hoje tombado e considerado patrimônio histórico mundial. 

Ao longo dos anos, a casa ganharia a companhia de uma escola, erguida em 1862, e mais uma expansão, dedicada a turistas e estudiosos, inaugurada em 2007.

Fora de Eisleben

A história conta que Lutero decidiu abandonar o curso de direito na Universidade de Efurt, na antiga Prússia (mais tarde, Alemanha Oriental) após se assustar com a queda de um raio. O evento foi considerado místico pelo alemão, que clamou imediatamente pelo nome de Sant’Ana.

Em 17 de julho de 1505, antes de completar 22 anos, Lutero optou pela vida no Monastério de St. Augustine, na própria Efurt, onde se dedicaria ao estudo de teologia.

Tradução em 10 semanas

Outro ponto de máximo interesse para quem investiga a Reforma é o Castelo de Wartburg. Erguida no século XI, em Eisenach (a 150 km de Frankfurt), a fortaleza (outro monumento histórico) foi o esconderijo oferecido a Lutero entre 1521-1522 para traduzir o Novo Testamento do grego antigo para o alemão, após ser excomungado pelo Papa Leão X. 

Castelo de Wartburg

De volta às raízes

A jornada reformista de Lutero se passou, em grande parte, fora de sua cidade-natal. Isso não significa que o único ponto turístico por lá seja sua residência, tombada pela UNESCO. 

A igreja de Sant’Ana (inaugurada em 1510) é outra parada obrigatória. Embora não tenha sido frequentada por Lutero, Sant’Ana é a padroeira dos mineiros – profissão de seu pai – e a primeira a abrigar cerimônias protestantes na região, a partir de 1523. 

Já a Igreja local de Santo André ficou marcada por ter sido onde Lutero fez seus derradeiros sermões em 1546 – já bastante doente: “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso” (Mateus 11:28). 

Monumento a Lutero diante da igreja de Santo André, à esquerda e ao fundo.

Em 18 de fevereiro daquele mesmo ano, Lutero viria a falecer, após ataque cardíaco. Um memorial em sua homenagem foi construído em Eisleben no final do século XIX, convertido ao estilo do século XVI por Friedrich Wilhelm Wanderer. Em 2013, o patrimônio histórico onde estão seus restos mortais foi reconfigurado e restaurado pelo estado alemão.



Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This div height required for enabling the sticky sidebar
Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views :