Os romanos gostavam de alcunhas. Figuras públicas marcantes passaram à história associadas a seu traço de caráter principal. Tarquínio, o soberbo; Fábio, o cunctator (protelador); Catão, o censor. Tarcísio, o impecável.

Se os cronistas do governo Bolsonaro tiverem uma queda por história antiga, não vão resistir.

Tarcísio é o ministro impecável. Antes que os detratores ilimitados abram a boca para dirigir-lhe reprimendas, já postou no Twitter uma pista recém-asfaltada, uma ponte erigida, um vilarejo longínquo reincorporado ao resto do mundo.

Tarcísio trabalha tão rápido que a pedra no sapato da oposição vê poeira. Quando tiram a bota para acusá-la, descobrem que foi extraída pela equipe satélite do ministro, enquanto pensavam numa resposta à última piada do presidente.

Livre mercado sem livre-caminho?

Todo liberal honesto entende exatamente o que Tarcísio Gomes de Freitas têm feito pelo livre-mercado no Brasil. Infra-estrutura é o travesseiro onde a troca espontânea entre produtores e consumidores repousa a cabeça no fim do dia. Ademais, faz o máximo com o mínimo. É um gestor ultra-eficiente da escassez.

O impecável faz da eficiência uma ponte entre a força militar e a coragem liberal, eixos importantes do governo. A natureza do compromisso dos militares com a nação é um servir. Tarcísio transformou esse espírito em suporte à abertura econômica.

Se a baixa-produtividade é o pior entrave ao desenvolvimento, programas com objetivos de longo prazo são o melhor antídoto para superá-la. Política de estado não estampa os jornais que vivem de escândalos, mas projeta prosperidade às gerações futuras.

Tarcísio disse uma vez que, das figuras históricas brasileiras, admirava sobretudo D. Pedro II. Porque foi o homem que construiu a nação. Fato é que o monarca mais republicano que todos os presidentes da República que o sucederam tinha um Tarcísio para chamar de seu.

Seu nome era Pedreira. Segundo Joaquim Nabuco, “(…) fora ele que contratara a primeira estrada de ferro do império (…) Espírito conservador, mas amigo dos últimos aperfeiçoamentos em tudo, conhecendo e acompanhando as modificações introduzidas nos serviços públicos dos países mais adiantados, era um auxiliar de primeira ordem num governo reformista.”

O ministro abre-alas

Muitas narrativas surgiram e morreram desde que Bolsonaro venceu as eleições. Uma delas seccionava o governo em alas “incompatíveis” entre si. Haveria uma “ala ideológica”; uma “ala liberal”; uma “ala militar”.

Tarcício é o militar cujo trabalho dá suporte ao programa liberal apoiado inteiramente pelos conservadores. Tarcísio é o militar cuja lealdade ao presidente que banca reformas liberais ecoa o valor essencial da base de apoio conservadora.

Pode ser que o silêncio da imprensa sobre o impecável provenha justamente dessa saia-justa: ele é a mais pura expressão de coerência do governo Bolsonaro.

Compreender Tarcísio é ser obrigado a dar o braço a torcer; abandonar narrativas; louvar a abnegação dos militares; aprender pelo exemplo o que lealdade significa; corar diante dos vexames protagonizados pela oposiçãoque não acha o que dizer, então inventa.

Para coroar, tem a virtude. Ele é modesto. O trabalho chega antes do anúncio; o reconhecimento a quem pega no batente, à frente da presunção à autoria.

Em sua foto de capa no Twitter, vemos um homem imerso numa paisagem imponente, no canto direito da obra lavrada ali.

Não é dele que se trata. É do que cada um pode fazer pelo Brasil.


1 Comments

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This div height required for enabling the sticky sidebar
Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views :