sexta-feira 14, junho 2024
25.6 C
São Paulo

Fredera

Guitarrista, artista plástico, escritor, jornalista, historiador. Acompanhou Milton, Gal, Raul, Gil, Fafá, Ivan, Gonzaguinha. Três discos solo: Aurora Vermelha (1981), Fredera no CCBB (restrito) e Balada a um Anjo na Terra - Iris Blues (1989/2018); escreveu O Crime contra Tenório - Saga e Martírio de um Gênio do Piano Brasileiro, livro que desvenda a intervenção internacional sobre nossa música (através da imposição da canção de mercado como um monopólio intransigente que brecou a arte e a cultura no Brasil de 1963 até 1984) e que penalizou músicos pensadores, especialmente instrumentistas, e do que indiretamente resultou a morte do pianista Francisco Tenório Jr., preso, torturado e eliminado em Buenos Aires em 1976. Reside em Alfenas, Sul de Minas, onde se dedica a pesquisa em artes plásticas e ministra cursos de especialização de solistas especialmente em guitarra e contrabaixo, empreende pesquisa sobre a arte e a cultura no Brasil no século XX.

Últimas

+ Lidas