31 C
São Paulo
quinta-feira, 27 janeiro, 2022

URGENTE | TSE cassou o deputado Delegado Francischini por ‘Fake News’

Revista Mensal
Roberto Lacerda
Roberto Lacerda Barricelli é jornalista, assessor e historiador. Foi correspondente do Epoch Times e colaborador em diversos jornais, como Jornal da Cidade Online, O Fluminense, São Carlos Dia e Noite, Diário da Manhã, Folha de Angatuba e Jornal da Costa Norte.

Deputado mais votado da história do Paraná foi cassado pelo Tribunal devido à vídeo de 2018 sobre urnas eletrônicas

Nesta quinta-feira (28), o Deputado Estadual Fernando Francischini (PSL/PR) teve seu mandato cassado e seus direitos políticos suspensos por oito anos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A votação pela punição ao parlamentar mais votado da história do Paraná (427 mil eleitores) terminou em 6 votos favoráveis e só 1 contrário, apurou a Tribuna do Paraná.

O processo foi aberto devido a publicação e divulgação, em 2018, de uma live, na qual o deputado afirma ter provas sobre fraudes na urnas eletrônicas. Para o relator do processo no TSE, Luis Felipe Salomão, as denuncias são falsas e “manipuladoras”.

Antes de ser deletado, o vídeo alcançou 6 milhões de visualizações, recebeu 105 mil comentários e foi compartilhado 400 mil vezes. De acordo com a Gazeta do Povo, delegado Francischini foi condenado por acusações de abuso de poder político e e ‘uso indevido dos meios de comunicação’.

Francischini publicou vídeo em seu perfil no Twitter e afirmou que reassumirá seu cargo como delegado na Polícia Federal (PF), porém, não desistirá e recorrerá dessa decisão, para tentar reverter a cassação no Superior Tribunal Federal (STF).

Perigo à reeleição do Presidente?

O precedente pode atrapalhar a reeleição do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido), em 2022, devido às críticas que fez às urnas eletrônicas, principalmente durante a campanha pela aprovação da PEC do Voto Impresso.

Bolsonaro e seu vice, Hamilton Mourão, enfrentaram acusações semelhantes por suposto disparo de mensagens via WahtsApp, mas de conteúdo diferente ao que levou à condenação do deputado paranaense, em processo que exigia a cassação da chapa presidencial vitoriosa em 2018.

Como noticiou o Esmeril News, o processo será arquivado, pois foi rejeitado pela maioria do TSE.

Com informações de Tribuna do Paraná, Gazeta do Povo e Esmeril News


A ditadura e um estado em que todos temem alguém

— Alberto Moravia

Assine Esmeril e tenha acesso a conteúdo de Alta Cultura. Assine!
- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do Autor

PATRIMÔNIO E MEMÓRIA丨O lusotropicalismo em Gilberto Freyre

Roberto Lacerda recorda o clássico "O luso e o trópico" para honrar a memória de Gilberto Freyre, cuja reflexão...
- Advertisement -spot_img

Artigos Relacionados

- Advertisement -spot_img