23.5 C
São Paulo
sábado, 28 maio, 2022

Trump pede renúncia de Biden após Talibã tomar o poder no Afeganistão

Revista Mensal
Roberto Lacerda
Roberto Lacerda Barricelli é jornalista, assessor e historiador. Foi correspondente do Epoch Times e colaborador em diversos jornais, como Jornal da Cidade Online, O Fluminense, São Carlos Dia e Noite, Diário da Manhã, Folha de Angatuba e Jornal da Costa Norte.

Pela queda do governo do Afeganistão, depois da retirada das tropas americanas, Biden sofre pressões domésticas que podem atrapalhar ainda mais sua agenda

Neste domingo (15), Donald Trump (75), 45º Presidente dos Estados Unidos da América (EUA) afirmou que o atual presidente americano, Joe Biden (78) deve renunciar, após cair em desgraça com a vitória do Talibã no Afeganistão, segundo o New York Post. O grupo terrorista islâmico avançou após a retirada das tropas americanas por Biden.

O Talibã retorna ao governo 20 após ser alijado do poder pelos EUA, como resposta à recusa do grupo terrorista em entregar Osama Bin Laden, em 2001, depois do ataque às Torres Gêmeas (11 de Setembro). Trump havia acordado uma retirada gradual das tropas com o Talibã, que deveria manter o diálogo com o governo civil e não promover ataques a civis afegãos, nem à América ou seus aliados, conforme noticiou a Exame.

Pressões domésticas

Biden tenta emplacar uma agenda econômica intervencionista de US$4 trilhões, contudo, tem enfrentado resistência no Congresso, como apurou a InfoMoney. O presidente americano pode ter piorado sua situação, pois havia afirmado que eram poucas as chances do Talibã retomar o poder no Afeganistão.

O pedido de renúncia feito por Trump também aborda as demais falhas do democrata à frente do governo dos EUA, de acordo com o Newsweek.


É hora do desacreditado Joe Biden renunciar por permitir o que aconteceu no Afeganistão, mas também pelo aumento vertiginoso da Covid, o desastre na fronteira, a supressão de nossa independência energética e a paralisia de nossa economia

— Donald Trump, 45º Presidente dos Estados Unidos da América

Em entrevista à NBC, o deputado republicano Mike Waltz chamou a atuação de Biden no Afeganistão de “desgraça” e taxou a vitória do Talibã como uma “humilhação nacional”. Waltz também é Coronel das US Army e autor do livro ”Warrior Diplomat: A Green Beret’s Battles from Washington to Afghanistan

Link – https://www.youtube.com/watch?v=M4gSqaghlQo

Com informações de New York Post, Exame, InfoMoney, Newsweek e NBC


O fracasso quebra as almas pequenas e engrandece as grandes, assim como o vento apaga a vela e atiça o fogo da floresta.

— Benjamin Franklin

Gosta do nosso conteúdo? Assine a Esmeril, tenha acesso a uma revista de alta cultura e ajude a manter o Esmeril News no ar!

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do Autor

PATRIMÔNIO E MEMÓRIA丨O lusotropicalismo em Gilberto Freyre

Roberto Lacerda recorda o clássico "O luso e o trópico" para honrar a memória de Gilberto Freyre, cuja reflexão...
- Advertisement -spot_img

Artigos Relacionados

- Advertisement -spot_img