23.6 C
São Paulo
domingo, 19 setembro, 2021

Rosa Weber defende quebra de sigilos por efetividade da CPI

Revista Mensal
Roberto Lacerda
Roberto Lacerda Barricelli é jornalista, assessor e historiador. Foi correspondente do Epoch Times e colaborador em diversos jornais, como Jornal da Cidade Online, O Fluminense, São Carlos Dia e Noite, Diário da Manhã, Folha de Angatuba e Jornal da Costa Norte.

Supostos ‘eventos’ sob apuração na CPI contam só com “via testemunhal”, diz juíza

A juíza do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber (72), afirmou que as supostas provas da CPI são apenas testemunhais, impossibilitando o esclarecimento sobre as acusações.

Para Weber, são necessárias as quebras de sigilos para que a CPI obtenha novas informações e tenha efetividade nas apurações, segundo o Terra Brasil Notícias. Sem isso, as investigações seriam desprezíveis, pois saber se houve alguma irregularidade “não parece alcançável apenas pela via testemunhal“, de acordo com a vice-presidente do STF.

[Sem as quebras] as chances de êxito quanto ao esclarecimento dos eventos sob apuração tornam-se praticamente desprezíveis

Rosa Weber, juíza e vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF)

Isso pode significar que se algum pedido de quebra de sigilo for distribuído ao gabinete da juíza, provavelmente deve ser aprovado.

Com informações do Terra Brasil Notícias


A administração, organismo autoritário, é feita de papel, isto é, de figuração de coisas.

Carlos Drummond de Andrade

Gosta de nosso conteúdo? Assine Esmeril, tenha acesso a uma revista de alta cultura e ajude a manter o Esmeril News no ar!

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do Autor

PATRIMÔNIO E MEMÓRIA丨O lusotropicalismo em Gilberto Freyre

Roberto Lacerda recorda o clássico "O luso e o trópico" para honrar a memória de Gilberto Freyre, cuja reflexão...
- Advertisement -spot_img

Artigos Relacionados

- Advertisement -spot_img