31 C
São Paulo
quinta-feira, 27 janeiro, 2022

Putin envia reforços militares para fronteira da Polônia com a Bielorrúsia

Revista Mensal
Roberto Lacerda
Roberto Lacerda Barricelli é jornalista, assessor e historiador. Foi correspondente do Epoch Times e colaborador em diversos jornais, como Jornal da Cidade Online, O Fluminense, São Carlos Dia e Noite, Diário da Manhã, Folha de Angatuba e Jornal da Costa Norte.

Dois bombardeiros foram alocados à região para apoiar Alexánder Lukashenko

Nesta quarta-feira (10) dois bombardeiros russos sobrevoaram a região fronteiriça da Polônia com a Bielorrúsia. Conforme o governo da Rússia, os aviões foram enviados para uma missão de reconhecimento, de acordo com o jornal espanhol ABC.

Polônia e Bielorrúsia vivem dias de alta tensão desde que o presidente bielorruso Alexánder Lukashenko (67) insinuou que o governo polonês busca uma guerra e usa o combate à imigração ilegal como pretexto para aumentar sua presença bélica na fronteira.

Após o presidente da Rússia, Vladimir Putin (69), enviar os dois Tu-22M3, o Ministério da Defesa da Bielorrúsia informou que aumentará a defesa antiaérea na fronteira com os países da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN): Polônia, Lituânia e Letônia.

Pouco após as declarações dos governos e seus ministérios da defesa, foi a vez do Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Serguéi Lavrov (71), e o Ministro das Relações Exteriores da Bielorrúsia, Vladímir Makéi (63), participarem de uma coletiva de imprensa.

Lavrov reforçou o apoio de Moscou à Minsk nas tensões com Varsóvia e a União Européia (UE).


Moscovo e Minsk têm uma posição comum sobre como reagir a passos hostis da OTAN

— Serguéi Lavrov

A Polônia tenta fechar totalmente sua fronteira com a Bielorrúsia, para evitar a entrada de imigrantes ilegais. Aproximadamente 3 mil imigrantes sírios estão desde segunda-feira (8) em frente à cerca metálica. Alguns tentaram furar o bloqueio, mas foram detidos por autoridade polacas.

Com informações de ABC.es


Quando coloco a isca para cervos não atiro na primeira corça que vem para cheirar, mas espero que todo o rebanho esteja reunido

— Otto von Bismarck

Assine Esmeril e tenha acesso a conteúdo de Alta Cultura. Assine!
- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do Autor

PATRIMÔNIO E MEMÓRIA丨O lusotropicalismo em Gilberto Freyre

Roberto Lacerda recorda o clássico "O luso e o trópico" para honrar a memória de Gilberto Freyre, cuja reflexão...
- Advertisement -spot_img

Artigos Relacionados

- Advertisement -spot_img