19.4 C
São Paulo
quinta-feira, 28 outubro, 2021

Presidente da Evergrande mantém fortuna mesmo se empresa quebrar

Revista Mensal
Roberto Lacerda
Roberto Lacerda Barricelli é jornalista, assessor e historiador. Foi correspondente do Epoch Times e colaborador em diversos jornais, como Jornal da Cidade Online, O Fluminense, São Carlos Dia e Noite, Diário da Manhã, Folha de Angatuba e Jornal da Costa Norte.

Sob a desconfiança do mercado e aos portões de uma crise iminente, a gigante chinesa pagou dividendos generosos ao seu maior acionista

O fundador e presidente da Evergrande, Hui Ka Yan (62), recebeu só em dois anos (2017 e 2018) US$4 bilhões em dividendos da incorporadora chinesa, que está à beira do colapso. Quando entrou na Bolsa de Valores de Hong Kong, em 2009, a gigante do setor imobiliário tinha US$7,7 bilhões em dívidas, porém, atualmente, o passivo da empresa ultrapassa os US$300 bilhões, apurou a Época Negócios.

A Forbes calculou a fortuna de Hui Ka Yan em US$8 bilhões. Ainda que os credores e investidores tenham perdas que podem levar muitos à falência, o empresário chinês terá um patrimônio bem considerável. Um verdadeiro “negócio da China”.

Com informações de Época Negócios e Forbes


É fácil apagar as pegadas; difícil, porém, é caminhar sem pisar o chão

— Lao-Tsé

Gosta de nosso conteúdo? Assine Esmeril, tenha acesso a uma revista de alta cultura e ajude a manter o Esmeril News no ar!

Esmeril Editora e Cultura. Todos os direitos reservados. 2021
- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do Autor

PATRIMÔNIO E MEMÓRIA丨O lusotropicalismo em Gilberto Freyre

Roberto Lacerda recorda o clássico "O luso e o trópico" para honrar a memória de Gilberto Freyre, cuja reflexão...
- Advertisement -spot_img

Artigos Relacionados

- Advertisement -spot_img