23.5 C
São Paulo
sábado, 28 maio, 2022

MUNDO | Manequins são decapitados pelo Talibã

Revista Mensal
Samara Barricellihttp://www.revistaesmeril.com.br
Samara Oliveira Barricelli é jornalista, Católica Apostólica Romana, mãe e esposa.

Ditadura alega que as bonecas contrariam a Lei Islâmica

Grupo terrorista ordenou aos vendedores de Herat, Afeganistão, que cortassem as cabeças dos manequins de suas lojas com a “justificativa” que as bonecas contrariam a compreensão da Lei Islâmica.

A regra faz parte de uma série de restrições que estão sendo impostas pelo Talibã no país. A percepção inflexível do Islã restringe a liberdade da população, criando um ambiente de pânico e histeria.


Pedimos aos comerciantes que cortem a cabeça dos manequins, porque é contra a lei islâmica da ‘sharia’

— Aziz Rahman, chefe do serviço de Promoção da Virtude e Prevenção do Vício

Para tentar escapar da situação, diversos comerciantes cobriram a cabeça dos talibãs, porém a decisão não foi bem aceita pelos impositores.


Se se limitarem a cobrir suas cabeças, ou esconderem o manequim, o anjo de Alá não entrará na loja, ou em sua casa, para abençoá-los. – Aziz Rahman, chefe do serviço de Promoção da Virtude e Prevenção do Vício

— Aziz Rahman, chefe do serviço de Promoção da Virtude e Prevenção do Vício

Na terça-feira (4) começou a circular um vídeo nas redes sociais, onde vários homens cortam as cabeças dos manequins femininos com serras.

Crédito: Metrópoles

Os comerciantes que foram entrevistados pela AFP manifestaram sua indignação. O comerciante Basheer Ahmed disse: Como podem ver, cortamos as cabeças dos manequins na loja e quando não há modelo, como você vende seus produtos? E completou afirmando que cada manequim custou cerca de 5000 afganis, o que equivale a 270 reais.

Quando assumiram o regime de ditadura no país em 1990, os talibãs queimaram inúmeras estátuas de Buda, já que na interpretação da lei islâmica é estritamente proibida a representação humana.

Ao assumirem novamente o poder em 2021, prometeram ser mais “moderados” para que pudessem receber ajuda humanitária e mudassem a forma como são vistos no mundo. No entanto, as inúmeras restrições contra mulheres e meninas só vem aumentando.

Com informações do Portal G1 e Metrópoles


Do fanatismo à barbárie não há mais do que um passo

— Denis Diderot

Gosta do nosso conteúdo? Assine a Esmeril, tenha acesso a uma revista de alta cultura e ajude a manter o Esmeril News no ar!

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do Autor

Crie rotina e atividades para seus filhos na pandemia

Não deixe as crianças sem rotina e boas atividades.
- Advertisement -spot_img

Artigos Relacionados

- Advertisement -spot_img