A estudante de serviço social tinha 23 anos e era presidente da juventude de partido histórico na Argentina

Na quarta-feira (07), María del Valle González López (23 anos) foi ao Hospital Arturo Illia para solicitar um aborto legal (chamado de procedimento de interrupção legal). Segundo o jornal argentino Clarín, receitaram um medicamento a María (provavelmente misoprostol), que começou a passar mal na sexta-feira (09). 

No sábado (10) ela foi encaminhada ao Hospital Perrupato, na zona leste de Mendoza, onde descobriram uma infecção generalizada, que causou sua morte no dia seguinte. María era presidente da Juventude da União Cívica Radical, partido histórico na Argentina. Sua morte causou comoção e manifestação solidária do médico Daniel Orozco. 

O caso será investigado pelo Ministério Público de San Martín e uma necropsia deve apontar a causa do quadro infeccioso que levou María à morte. Segundo o Infobae, não está descartada a hipótese de erro médico.

Com informações do Clarín (Argentina) e Infobae (Argentina)


Qualquer país que aceite o aborto não está ensinando o seu povo a amar, mas a usar de qualquer violência para conseguir o que se quer.

Santa Teresa de Calcutá

– Santa Teresa de Calcutá

Gosta de nosso conteúdo? Assine Esmeril, tenha acesso a uma revista de alta cultura e ajude manter o Esmeril News no ar!

fim
Revista Esmeril - 2021 - Todos os Direitos Reservados
Revista Esmeril - 2021 - Todos os Direitos Reservados

Leave a Comment

This div height required for enabling the sticky sidebar