19.4 C
São Paulo
quinta-feira, 28 outubro, 2021

Mãe enviou Carta Aberta a Queiroga após morte de filho por AVC Hemorrágico

Revista Mensal
Samara Barricellihttp://www.revistaesmeril.com.br
Samara Oliveira Barricelli é jornalista, Católica Apostólica Romana, mãe e esposa.

Jovem que recebeu AstraZeneca teve Trombocitopenia Trombótica Imune. Organização Pan-Americana da Saúde publicou orientação para manejo de caso clínico dessa possível reação em vacinados

Nesta quarta-feira (14) a Sra. Arlene Ferrari Graf publicou em seu perfil do Twitter a Carta Aberta enviada ao Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, sobre a morte de seu filho Bruno Oscar Graf, então com 28 anos, 10 dias após ser vacinado com dose da AstraZeneca.

Segundo diagnóstico recebido pela família (foto em destaque), Bruno teve um Acidente Vascular Cerebral (AVC) Hemorrágico, em decorrência de Trombocitopenia Trombótica Imune.

O jovem foi vacinado com AstraZêneca em 14 de agosto de 2021 e sofreu o AVC gravíssimo e irreversível em 24 de agosto de 2021.

Publicação da OPAS

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS | PAHO na sigla em inglês para Pan-American Health Organization), braço da Organização Mundial da Saúde (OMS), publicou em 19 de julho de 2021, em seu portal, um documento intitulado ”Orientação para manejo de caso clínico de síndrome de trombose com trombocitopenia (TTS) após vacinação para prevenir doença por coronavírus (COVID-19). Orientação provisória“.

A orientação trata de casos clínicos de síndrome de trombose com trombocitopenia (TTS) após a vacinação, também chamada de trombocitopenia trombótica imune induzida por vacina (VIITT), trombocitopenia imune protrombótica induzida por vacina (VIPIT) e trombocitopenia trombótica induzida por vacina (VITT), segundo o portal da OPAS.

Para acessar e baixar o documento da OMS, publicado pela OPAS em português, no formato em PDF, clique aqui.

Orientação da OMS

Créditos da Imagem | FABRICE COFFRINI | AFP

Essa orientação foi elaborada pela Organização Mundial da Saúde (OMS | WHO na sigla em inglês para World Health Organization) e originalmente publicada em inglês sob o título: ”Guidance for clinical case management of thrombosis with thrombocytopenia syndrome (‎TTS)‎ following vaccination to prevent coronavirus disease (‎COVID-19)‎: interim guidance, 19 July 2021”.

Para acessar e baixar os documentos publicados pela OMS, em inglês e árabe, no formato em PDF, clique aqui e aqui. Se preferir em espanhol, clique aqui.

Estudo da PEBMED

De acordo com estudo dos especialistas da PEBMED, maior portal de atualização em medicina do Brasil, há casos publicados na literatura médica e científica dessa reação à vacina AstraZeneca (OXFORD).


Foram publicados na literatura casos de trombocitopenia e eventos trombóticos após administração da vacina Oxford (AstraZeneca), e estudos mostram a presença de anticorpos contra o complexo heparina/fator-4-plaquetário, sugerindo a participação de mecanismos imunológicos

— PEBMED

Em 13 de maio deste ano, foi publicado no portal da PEBMED um artigo intitulado “Covid-19: recomendações para a trombocitopenia trombótica imune induzida pela vacina“, assinado pela Dra. Lívia Pessôa de Sant’Anna, especialista em Hematologia e Hemoterapia.

Na bibliografia deste artigo, que aborda as ações recomendadas em casos de trombocitopenia trombótica imune – que causou o AVC fatal em Bruno -, como reação da vacina, a Dra. Sant’Anna cita mais duas importantes publicações científicas especializadas.

Mas também poderia citar o Journal of Thrombosis and Haemostasis, quem em 12 de abril de 2021 publicou o artigo “Recommendations for the clinical and laboratory diagnosis of VITT against COVID-19: Communication from the ISTH SSC Subcommittee on Platelet Immunology“. Este documento foi desenvolvido por diversos especialistas e cientistas: Ishac Nazy, Ulrich J. Sachs, Donald M. Arnold,Steven E. McKenzie, Phil Choi, Karina Althaus, Maria Therese Ahlen, Ruchika Sharma, Rachael F. Grace e Tamam Bakchoul.

Esse jornal médico e científico pertence à International Society on Thrombosis and Haemostasis – ISTH.

Mãe de Bruno

A Sra. Arlene Ferrari Graf elogiou a postura do jornalista e escritor Guilherme Fiuza, ao divulgar a recente proibição do Ministério da Saúde da vacinação de adolescentes sem comorbidades e criticar autoridades, como o Prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, que exigem a vacinação até para a prática de natação pelos jovens.

Ela também afirmou que está sendo boicotada pelo Facebook e questionou o porquê da grande mídia não falar sobre o caso de Bruno.

Síndrome neurológica rara é acompanhada pela ANVISA

Em 01 de agosto de 2021, a Esmeril News noticiou que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) acompanhava 34 possíveis casos da Síndrome de Guillain-Barré, um distúrbio neurológico grave e raro, após a vacinação de cidadãos, no Brasil.

Segundo o Tribuna Online, a AstraZeneca foi responsável por 27 desses possíveis casos, enquanto 4 receberam doses da Coronavac e 3 foram vacinados com a Janssen.

Nesta síndrome, o sistema imunológico causa danos às células nervosas, gerando, principalmente, fraqueza nos pés e pernas.

Com informações de Twitter, documentos do caso Bruno, Tribuna Online, Organização Mundial da Saúde (OMS), Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), PEBMED, ISTH, Journal of Thrombosis and Haemostasis e Esmeril News


Ousa dizer a verdade: nunca vale a pena mentir. / Um erro que precise de uma mentira, acaba por precisar de duas

George Herbert

Gosta de nosso conteúdo? Assine Esmeril, tenha acesso a uma revista de alta cultura e ajude a manter o Esmeril News no ar!

Esmeril Editora e Cultura. Todos os direitos reservados. 2021
- Advertisement -spot_img

1 COMENTÁRIO

  1. Não quero tomar está M de vacina mas caso contrário eu seja realmente obrigada por este prefeito Eduardo Paes e algo me acontecer o culpado será Eduardo Paes. Minha tia está muito bem de saúde e depois de 4 dias de ter tomado a vacina teve trombose e faleceu e não satisfeitos em seu atestado para ser liberado o corpo a família foi obrigada a aceitar que ela morreu de COVID.
    NÃO QUERO MORRER COMO UM RATO DE LABORATÓRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do Autor

Crie rotina e atividades para seus filhos na pandemia

Não deixe as crianças sem rotina e boas atividades.
- Advertisement -spot_img

Artigos Relacionados

- Advertisement -spot_img