A criança foi levada ao Hospital Regional e funcionários da saúde acionaram a Polícia.

Na quarta-feira (17) um menino de 7 anos foi levado ao Hospital Regional de Tailândia, no Estado do Pará, com queimaduras em uma das mãos (segundo o Portal Tailândia as queimaduras seriam nas duas mãos). Os funcionários da saúde ficaram em alerta ao verem os ferimentos e acionaram a Polícia Civil. 

No dia seguinte a Polícia Civil prendeu a mãe da criança, que confessou o crime, alegando que estava de “cabeça quente” no momento do crime, segundo os policiais. 

A motivação para tal crime contra o filho de 7 anos: ele tomou todo o achocolatado da casa. A mãe impôs essa dor e sofrimento ao filho de 7 anos, jogando água quente em uma de suas mãos, como “castigo”. 

Amanda Souza Cruz foi presa em flagrante durante o retorno ao Hospital Regional. Segundo a polícia, a “cabeça quente” será indiciada por lesão corporal grave, cuja pena máxima é de 4 anos, e será investigada também pelo crime de maus tratos. 

O menino de 7 anos foi encaminhado a abrigo na região e aguardará decisão do Juizado da Infância. Conforme reportagem da IstoÉ, o menino informou ao delegado responsável pelo caso que os “castigos físicos” eram comuns.  

Com informações da IstoÉ e do Portal Tailândia 


“Para o sentimentalista, não existe criminoso, mas apenas um ambiente que não lhe deu o que devia.”

Theodore Dalrymple
Revista Esmeril - 2021 - Todos os Direitos Reservados

Leave a Comment

This div height required for enabling the sticky sidebar