30.2 C
São Paulo
segunda-feira, 20 setembro, 2021

Homens foram 91,2% das vítimas de assassinatos em 2019

Revista Mensal
Roberto Lacerda
Roberto Lacerda Barricelli é jornalista, assessor e historiador. Foi correspondente do Epoch Times e colaborador em diversos jornais, como Jornal da Cidade Online, O Fluminense, São Carlos Dia e Noite, Diário da Manhã, Folha de Angatuba e Jornal da Costa Norte.

Os dados estão disponíveis no 14º Anuário Brasileiro de Segurança Pública

Segundo relatório do 14⁰ Anuário Brasileiro de Segurança Pública, o Brasil teve 47.796 homicídios em 2019. O relatório foi publicado em 2020 pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Baixe o anuário clicando aqui.

Na tabela abaixo, extraída do relatório, consta detalhamento dos homicídios.

Os homens são 91,2% das vítimas de assasinato, chamado no relatório de ‘violência letal’. Estão somados os homicídios e latrocínios. 

Outros dados como etnia e faixa etária também constam no relatório. Por exemplo, 48,6% das vítimas têm mais de 29 anos. A diferença entre jovens (até 29 anos) e adultos está em 2,8%.

Mulheres são 8,8% as ‘Mortes Violentas Intencionais’, que também somam homicídios e latrocínios. Quando se trata de assassinatos de policiais, homens são 99% das vítimas. 

Na análise de etnias, os negros são 74,4% das vítimas, enquanto brancos são 25,3% e amarelos 0,4%. A soma dos percentuais é igual a 100,1%; provavelmente os números foram arredondados. Não encontramos os dados referentes aos pardos.

Os números relacionados aos LGBT’s serão analisados em matéria exclusiva. 

Com informações do 14⁰ Anuário Brasileiro de Segurança Pública


Ver aquilo que temos diante do nariz requer uma luta constante.

– George Orwell

Gosta de nosso conteúdo? Assine Esmeril, tenha acesso a uma revista de alta cultura e ajude a manter o Esmeril News no ar!

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do Autor

PATRIMÔNIO E MEMÓRIA丨O lusotropicalismo em Gilberto Freyre

Roberto Lacerda recorda o clássico "O luso e o trópico" para honrar a memória de Gilberto Freyre, cuja reflexão...
- Advertisement -spot_img

Artigos Relacionados

- Advertisement -spot_img