Após reunião da cúpula do Governo no Centro de Contingência da COVID-19, medidas devem endurecer.

O governador de São Paulo, João Dória (PSDB), deve anunciar o aumento das restrições do Plano São Paulo. O anúncio ocorrerá nesta quarta-feira (24), segundo o jornal O Estado de São Paulo (Estadão). 

Hoje, terça-feira (23), houve reunião da cúpula do Governo no Centro de Contingência da COVID-19, na qual teriam entrado em acordo para a realização de Lockdown no Estado. Conforme o blog do jornalista Reinaldo Azevedo, os detalhes serão acertados em nova reunião nesta quarta-feira (24).

As escolas não serão fechadas, por enquanto, porém o Lockdown vigorará das 22h às 05h, todos os dias, por prazo ainda indeterminado, afirma a reportagem do Estadão. 

Também haveria o acordo para impor toque de recolher aos cidadãos. O governador chamaria isso de “orientação” para que as pessoas não saiam de suas casas no período estipulado. Não está claro sobre os meios de fiscalização dessa imposição, contudo, a Polícia Militar não seria utilizada. 

Interior do Estado

Prefeituras do interior do Estado se anteciparam e já realizam Lockdown. Araraquara está desde domingo (21) sob Lockdown Total, imposto pelo prefeito Edinho Silva (PT) (foto), quando até supermercados são fechados e carros proibidos. 

As ruas da cidade ficaram vazias nas primeiras 24h, segundo o Portal G1. Um dia antes do Lockdown Total entrar em vigor, os cidadãos se aglomeraram em extensas filas de lotéricas e supermercados, conforme reportagem da Bandnews TV. As prefeituras de Santa Lúcia e Américo Brasiliense seguiram o mesmo rumo e decretaram Lockdown Total; os cidadãos podem sair apenas para trabalhar e buscar atendimento médico. 

O Lockdown de Araraquara acabaria hoje (23) às 23h59, mas o prefeito Edinho Silva decretou novo Lockdown Total por mais 78h. Especialistas informaram ao Canal Rural que a medida de Edinho Silva deve prejudicar a colheita e escoamento da produção de soja, responsável por parte considerável da economia da cidade e dos empregos locais. 

Em Campinas, a prefeitura regrediu a cidade a fase vermelha do Plano São Paulo; a mais restritiva, na qual só funcionam serviços essenciais. A medida do Prefeito Dário Saadi (Republicanos) (foto) é válida das 21h às 5h, todos os dias, de hoje (23) até segunda-feira (01/03). As Igrejas ficaram proibidas de funcionar após as 21h, mesmo sendo serviços essenciais, informa o Portal G1.

Em São Bernardo do Campo, o prefeito Orlando Morando (PSDB) (foto) impôs Toque de Recolher aos cidadãos. A imposição vigorará diariamente, das 21h às 05h, a partir sábado (27). Não está claro como a imposição será fiscalizada, nem se haverá emprego de força policial contra os cidadãos. As aulas presenciais foram adiadas para 15 de março. 

Falta de leitos hospitalares

Tanto o governo quanto as prefeituras alegam preocupação com a falta de leitos para o tratamento de pacientes com Covid-19, principalmente em UTIs. Por exemplo, Araraquara estaria com 100% dos leitos ocupados e fila de pacientes aguardando internação, informa o Portal G1.

Segundo a Agência Brasil, em 12 de dezembro de 2020, o Estado de São Paulo contava com 36 hospitais de campanha abertos, sendo 30 de administrações municipais; o número anterior era de 65 hospitais. Em 06 de janeiro de 2021, o Secretário de Saúde do Município de São Paulo, Edson Aparecido, afirmou à CNN Brasil que não haveria reabertura dos hospitais de campanha na capital. Em 22 de janeiro de 2021 o hospital de campanha do Heliópolis (foto); bairro pobre na capital paulista, foi reaberto pelo Governo de São Paulo.

Vacinômetro

A Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo disponibiliza os dados sobre a evolução da vacinação através do site Vacina Já, também chamado de Vacinômetro. 

Segundo os dados disponibilizados pelo Vacinômetro e conferidos hoje (24/02/2021) às 20h20, as cidades de Campinas, São Bernardo do Campo e Araraquara ocuparam respectivamente: 1ª, 2ª e 15ª posições, entre os 645 municípios do Estado. Outras cidades no Top 15 das populações mais vacinadas contra a Covid-19 são: Guarulhos, Ribeirão Preto, Santo André, Santos, São José do Rio Preto, Bauru, Osasco, São Caetano do Sul, Jundiaí, Sorocaba, Marília e Mogi das Cruzes. 

Dados da Pandemia

Segundo a tabela atualizada diariamente pelo Google, o Estado de São Paulo é o recordista em casos e mortes pela Covid-19, no Brasil, apesar das restrições impostas pelo governador João Dória desde 2020 e endurecidas após as eleições municipais daquele ano. 

O Estado de São Paulo registrou (23/02/2021 – 20h40) 1.978.477 casos de COVID-19, com 1.749.210 recuperados e 57.842 mortes. O segundo Estado no Ranking, Minas Gerais, na mesma data e horário registrou 842.377 casos, com 767.617 recuperados e 17.733 mortes. 

O maior número de recuperados também está no Estado de São Paulo, que possui aproximadamente 88,45% de eficiência na recuperação de pacientes com a doença, enquanto possui 2,3 vezes mais casos e 3,2 vezes mais mortes, em números totais, do que Minas Gerais. O governo mineiro registrou eficiência de 91,1% na recuperação dos pacientes com Covid-19. 

Com informações do Estadão, Portal G1,CNN Brasil, Portal IG, UOL, Blog do Reinaldo Azevedo, Agência Brasil (EBC), Vacinômetro, Canal Rural e Estatísticas do Google


É hora, de uma vez por todas, de dizer basta a esses erros, e lutar por um mundo melhor, mas um mundo construído por nossas mãos e pela nossa inteligência, por todos nós, responsáveis de tudo quanto acontece, e não apenas por alguns iluminados, que se julgam os porta-vozes da divindade, super-homens que nada mais são que super-pigmeus, cuja única grandeza é a sombra imensa, que projetam nos entardeceres humanos.

– Mário Ferreira dos Santos
fim
Revista Esmeril - 2021 - Todos os Direitos Reservados

Deixe seu comentário

This div height required for enabling the sticky sidebar
Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views :