O Governador de São Paulo também afirmou que os manifestantes foram às ruas para defender o Presidente da República 

Nesta segunda-feira (15), o Governador de São Paulo, João Dória (PSDB) afirmou durante nova coletiva que os cidadãos que participaram da manifestação no domingo (14) foram às ruas para defender o Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (Sem Partido). 

Também segundo o governador, haverá inúmeras mortes até ao final do mês de março, por culpa desses cidadãos. A expectativa de João Dória é de 300 mil brasileiros mortos pela Covid-19, até o final deste mês.

300 mil brasileiros morrerão até ao final de março

– João Dória, Governador de São Paulo

Segundo o Portal G1, João Dória também chamou os cidadãos que foram às manifestações, nos últimos dias, de “negacionistas”. Durante sua 188ª coletiva, João Dória afirmou que esses cidadãos cometeram crime ao participarem dessas manifestações. 

Fechamento total

O governador admitiu que se os números da Covid-19 não diminuírem, a possibilidade de fechamento total da economia no Estado de São Paulo é real, segundo o jornal A Cidade ON. 

Faixas e Protestos

Na capital, milhares de cidadãos foram à Avenida Paulista protestar contra as medidas restritivas do Governador João Dória. 

Faixas de “Fora Dória” e contrárias às medidas de Lockdown foram vistas nas manifestações, que também ocorreram em outras cidades além da capital, como  Ribeirão Preto e Campinas.

Cidadãos também expuseram faixa em apoio ao Deputado Major Mecca (PSL), candidato à Presidência da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP). As fotos foram retiradas do perfil do deputado no Facebook.

A eleição para a presidência da ALESP se iniciará hoje (15) às 15h. Não será permitida a entrada de cidadãos na Casa, como parte das medidas de restrição do Governo de São Paulo. 

Leitos do Ministério da Saúde

João Dória acusou o Ministério da Saúde de mentir à Procuradoria Geral da República (PGR) sobre a habilitação de leitos do Sistema Único de Saúde. 

Esses leitos são mantidos com recursos do Governo Federal. Segundo o governador, esses recursos não estão sendo repassados para o custeio desses leitos. 

Coronavac

O Instituto Butantan deve entregar 8 milhões de doses da vacina Coronavac, produzida através de contrato com o laboratório chinês Sinovac, segundo seu diretor, Dimas Covas.

O programa de imunização do Ministério da Saúde recebeu (hoje) 3,3 milhões de doses da Coronavac e deve receber mais 2 milhões nesta quarta-feira (17). O governo estadual prometeu vacinar um total de 4.858.000 cidadãos paulistanos. 

Em 29 de março começará a vacinação de idosos entre 70 e 71 anos

Hospitais de Campanha

Os Hospitais de Campanha foram fechados no último trimestre de 2020, porém, serão reabertos pelo governo estadual. 

Durante sua coletiva no Palácio dos Bandeirantes, João Dória anunciou a abertura de um Hospital de Campanha na capital, no bairro de Santa Cecília. 

Com informações da 188ª Coletiva de Imprensa transmitida pela TV Cultura, perfil do Deputado Major Mecca no Facebook, A Cidade ON, Portal G1 e O Antagonista


Não esperar senão duas coisas do Estado: Liberdade e Segurança, e ter bem claro que não se poderia pedir mais uma terceira coisa, sob o risco de perder as outras duas

– Frédéric Bastiat

Leave a Comment

This div height required for enabling the sticky sidebar
Ad Clicks : Ad Views :