Pessoas com Transtorno do Espectro Autista e Associação dos Policiais Militares Portadores de Deficiência terão a prioridade inicial

O deputado estadual de São Paulo, Douglas Garcia (PTB), protocolou hoje na Assembleia Legislativa de São Paulo (ALESP) um requerimento para que a Comissão de Direitos Humanos da ALESP, crie uma subcomissão para a realização de reuniões, visitas, audiências e estudos sobre as necessidades de pessoas com Transtorno do Espectro Autista e de pessoas que possuam outras deficiências.

O deputado também protocolou requerimento para que a Comissão de Direitos Humanos conheça e acompanhe as demandas e necessidades da Associação dos Policiais Militares Portadores de Deficiência, fundada em 1993 a partir de uma conversa no Centro Médico da Polícia Militar do Estado de São Paulo, no ano anterior. Dessa conversa entre o 3.º Sgt. Ref. PM Jefferson Eduardo Patriota dos Santos e o 2.º Ten. Res. PM José Roberto Pinatti, ambos paraplégicos, manifestou-se, o desejo de criar um Clube de Paraplégicos. Porém, a idéia inicial progrediu para uma associação porque facilitaria o trabalho em prol desses valentes profissionais.

A Associação dos Policiais Militares Portadores de Deficiência do Estado de São Paulo (APMDFESP) comemorou 26 anos de vida no dia 29 de janeiro.
A história da APMDFESP emociona a todos, mas principalmente àqueles que estão há mais tempo na luta pelos direitos do policial militar portador de deficiência, como o presidente da instituição, Antonio Figueiredo Sobrinho, que em 13/08/1989, quando estava fora de serviço, foi atingido por uma bala perdida, tornando-se paraplégico.
Seu primeiro trabalho na APMDFESP foi como Diretor de Voluntários, depois exerceu o cargo de Secretário Geral e logo passou a Vice-Presidente. Em 17 de março de 2018, assumiu a presidência da entidade, que presta mais de 16 mil atendimentos anuais aos policiais militares e seus familiares, além de fornecimento de próteses, cadeiras de rodas e materiais hospitalares.

Associação dos Policiais Militares com Deficiência do Estado de São Paulo

Deputado aponta problemas na atual Comissão de Direitos Humanos da ALESP

Segundo o deputado Douglas Garcia, a comissão tende a ser utilizada para fins políticos, ideológicos e eleitorais, pelo Partido dos Trabalhadores (PT), que assumirá a presidência do órgão.

O deputado e a sua equipe tem realizado um trabalho focado na capitação e resolução das demandas sociais e estruturais da população do Estado de São Paulo.

Com informações do twitter do deputado Douglas Garcia.

Leave a Comment

This div height required for enabling the sticky sidebar