24 C
São Paulo
quinta-feira, 26 maio, 2022

DESCOBERTA | Templo de Hércules

Revista Mensal
Vitor Marcolinhttps://lletrasvirtuais.blogspot.com/
Apenas mais um dos milhares de alunos do COF. Non nobis Domine.

Arqueólogos espanhóis afirmam ter encontrado o templo do antigo herói mitológico da Antiguidade

Dentre os arquétipos do herói no cânon literário do Ocidente Hércules é, indubitavelmente, um dos principais. O filho de Zeus e da mortal Alcmena é símbolo de força, de coragem, de sacrifício, de bravura; seus 12 trabalhos — como matar o leão de Nemeia e o cão Cérbero, por exemplo — personificam o homem que despende o máximo de suas forças em busca da redenção.

Recentemente, uma equipe de arqueólogos da Universidade de Sevilha e do Instituto Andaluz do Patrimônio Histórico, ambas as instituições sediadas no Reino da Espanha, afirmaram ter descoberto o templo perdido do herói mitológico Hércules. Valendo-se de imagens aéreas, os pesquisadores conseguiram identificar uma grande estrutura retangular submersa na baía de Cádiz, no Sudoeste espanhol.

Com as dimensões de 305 metros de comprimento e 153 de largura, a estrutura corresponde às descrições das antigas crônicas sobre o templo de Hércules Gaditanus. As ruínas da construção, porém, só são visíveis durante a maré baixa.

“Nós, pesquisadores, estamos muito relutantes em transformar a Arqueologia em um espetáculo, mas, neste caso, estamos diante de algumas descobertas espetaculares. Elas são de grande importância.

Francisco José García, Arqueólogo da Universidade de Sevilha

As antigas crônicas relatam que o templo, que havia sido edificado entre os séculos VIII e IX a.C., apresentava magníficas colunas maciças e era ornamentado com estátuas de bronze que representavam os 12 trabalhos que Hércules teve de fazer a fim de livrar-se da culpa. No interior do templo, os sacerdotes mantinham acesa continuamente uma chama, a chama eterna.

O herói mitológico era objeto de culto de muitos dos povos antigos do Mediterrâneo — povos influenciados pela Cultura Helênica. Este templo ao Sul da Espanha tornou-se, naturalmente, destino das peregrinações populares; no local sagrado, gregos e romanos rezavam por força e coragem. Dentre os vultos históricos que passaram pelo templo, segundo os pesquisadores, estavam o estadista romano Júlio César e o general cartaginês Aníbal.

O trabalho de análise das ruínas do antigo templo segue com dificuldades, pois o acesso ao sítio está à mercê da maré.

Com informações de Sputnik Brasil e da Revista Galileu.


“Os deuses fiaram a ruína dos homens para que poemas fossem gerados à posteridade”.

— Homero

Gosta do nosso conteúdo? Assine a Esmeril, tenha acesso a uma revista de alta cultura e ajude a manter o Esmeril News no ar!

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do Autor

CRÔNICA丨Perda

Afrânio era um aprendiz de tipógrafo na Corte que, depois do trabalho nas oficinas da Rua da Guarda Velha,...
- Advertisement -spot_img

Artigos Relacionados

- Advertisement -spot_img