14.3 C
São Paulo
terça-feira, 28 junho, 2022

COMPORTAMENTO | Aos 100 anos, brasileiro detém recorde mundial por estar há mais tempo na mesma empresa

Revista Mensal
Vitor Marcolin
Vitor Marcolinhttps://lletrasvirtuais.blogspot.com/
Apenas mais um dos milhares de alunos do COF. Non nobis Domine.

O catarinense Walther Orthmann trabalha há 84 anos na mesma companhia

Ele já recebeu o seu ordenado mensal em nove moedas diferentes ao longo dos seus 84 anos de serviços. Walther Orthmann completará um século de vida nesta terça-feira, 19. O catarinense está registrado no Guinness World Records, o famoso compilado de feitos extraordinários.

Walther bate o cartão na RenauxView, uma empresa do ramo têxtil localizada em Brusque (SC), desde 1938, quando ainda era um garoto de 15 anos ávido pelo seu primeiro salário. Nesta terça-feira, os funcionários da empresa — fundada em 1892 pelo Cônsul Carlos Renaux — celebrarão o centenário do fiel funcionário. A diretoria da empresa decidiu adiantar a folga do feriado de 21 de abril só para prestigiar Walther Orthmann pelos seus 84 anos de serviços prestados à companhia. Mais de 500 pessoas devem comparecer à festa.

“Sempre fico animado com mais um ano que passa”.

Walther Orthmann ao portal UOL

O jovem Walther começou a trabalhar como um empregado de expedição aos 15 anos; ele fazia etiquetagens nos lotes de tecidos manufaturados na fábrica. Ao longo dos seus 84 anos de serviços na RenauxView, Walther mudou de cargo quatro vezes.

Uma rotina inalterável

Todos os dias úteis Walther sai de casa conduzindo o próprio carro, ele pode se dar ao luxo de atrasar um pouco sua chegada ao trabalho para evitar o trânsito intenso da região. Pelo visto, não é só a cidade de São Paulo que sofre do mal crônico do trânsito. Walther chega à RenauxView por volta das 8h:30min. Das 11h:30min às 13h:30min ele almoça, e depois volta à labuta até às 16h:30min, quando volta pra casa — também com o cuidado de evitar o trânsito.

Walther mantém-se fiel à rotina aos 100 anos. Imagem: RenauxView/Divulgação

“O hábito de vir pra cá é tão grande que, em mais de uma ocasião, ele foi ao mercado em um sábado de manhã ou em uma festa no domingo, entrou no carro, saiu dirigindo e quando viu estava no portão da empresa”.

Roberto Sander, gerente de Marketing da RenauxView ao UOL

É evidente que, mesmo com a manutenção — quase sagrada — da sua rotina, as funções exercidas pelo funcionário centenário sofreram algumas alterações.

“Agora eu não viajo mais. Fico na empresa, dou instruções aos novos funcionários, faço muitas trocas de ideias sobre como tudo funciona”.

Walther Orthmann

Quando do início da imposição do isolamento social, Walther foi obrigado a permanecer em casa, em home office, de onde mantinha as conversas com os funcionários de forma virtual. O veterano só pôde voltar à labuta depois que apresentou o comprovante de vacinação.

“Fizeram questão que eu ficasse em casa e fui obrigado a ficar mais de um ano. Foi muito difícil. Não saía”.

Walther

Apesar da idade e das limitações, o funcionário centenário não pensa em aposentadoria. Ele quer se manter no batente até o fim.

“Eu trabalharei enquanto puder. Ainda sou muito forte, apesar de alguns problemas de circulação, a minha cabeça funciona bem”.

Walther

Se você não tem um motivo para se levantar da cama, você vai ficar dormindo. É o trabalho que nos mantêm vivos.

Walther Orthmann, 100 anos, gerente comercial da RenauxView

Obviamente, sua família estará presente em sua festa de aniversário. Ele ficou viúvo em 1977, casou-se novamente em 1980 e tem um total de oito filhos. Para além dos seus orgulhosos colegas de trabalho, quem também deve marcar presença na festa é o estilista Ronaldo Fraga, para quem Walther Orthmann já desfilou numa edição da São Paulo Fashion Week.

Walther participou de desfile na SPFW com roupa desenhada por Ronaldo Fraga Imagem: RenauxView/Reprodução

Com informações do portal UOL.


“Quem vive em paz, vive mais tempo”.

Baltasar Gracían

Este conteúdo é exclusivo para assinantes da Revista Esmeril. Assine e confira as matérias dessa edição e de todo nosso acervo.

Esmeril Editora e Cultura. Todos os direitos reservados. 2022
- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do Autor

CRÔNICA丨Perda

Afrânio era um aprendiz de tipógrafo na Corte que, depois do trabalho nas oficinas da Rua da Guarda Velha,...
- Advertisement -spot_img

Artigos Relacionados

- Advertisement -spot_img