Foram pedidas as quebras de sigilos e convocação do vereador

O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos/RJ) virou alvo do Senador Alessandro Vieira (Cidadania/SE) na CPI da Covid-19. Vieira pediu a convocação do filho do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) e a quebra de seus sigilos bancário, telefônico, fiscal e telemático, após o depoimento do presidente da Pfizer no Brasil, Carlos Murilo.

Segundo Murilo, o vereador teria participado numa reunião sobre a compra de vacinas da farmacêutica pelo Governo Federal. Também teriam participado o ex-secretário de comunicação, Fábio Wajngarten, o Assessor Especial da Presidência para Assuntos Internacionais, Filipe Martins, a diretora jurídica da Pfizer, Shirley Meschke, e a gerente de Relações Governamentais, Eliza Samartini.

Alessandro Vieira é suplente na CPi e também pediu a convocação de Filipe Martins e do empresário Carlos Wizard. Segundo a IstoÉ, também foram pedidas pelo suplente as quebras de sigilos de Martins, Wizard, Wajngarten, e empresas ligadas a este, e do ex-Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

Com informações da IstoÉ


Quanto maior o bem, maior o mal que da sua inversão procede.

– Rui Barbosa

Gosta de nosso conteúdo? Assine Esmeril, tenha acesso a uma revista de alta cultura e ajude a manter o Esmeril News no ar!

fim
Revista Esmeril - 2021 - Todos os Direitos Reservados

Leave a Comment

This div height required for enabling the sticky sidebar