27.1 C
São Paulo
quinta-feira, 27 janeiro, 2022

Andrew Cuomo não será processado em quatro acusações de assédio

Revista Mensal
Roberto Lacerda
Roberto Lacerda Barricelli é jornalista, assessor e historiador. Foi correspondente do Epoch Times e colaborador em diversos jornais, como Jornal da Cidade Online, O Fluminense, São Carlos Dia e Noite, Diário da Manhã, Folha de Angatuba e Jornal da Costa Norte.

Três supostas vítimas não terão suas acusações contra o ex-Governador levadas adiante pela justiça de Nova York

Em dezembro de 2021 três acusações envolvendo assédio e ‘má conduta’ sexual contra o ex-Governador de Nova York, Andrew Cuomo (Democrata), não foram processadas pela justiça.

A promotoria do Condado de Nassau (NY) afirma que as alegações contra Cuomo são “críveis”, porém, não há como levar adiante à luz das leis do Estado de Nova York, segundo a NBC New York.

Policial na identificada

Uma policial estadual acusou Cuomo de a apalpar na Belmont Racetrack, em 2019, e o caso foi investigado pela promotoria do Condado de Nassau, que não apresentará processo contra o ex-Governador.

Conforme a promotora distrital Joyce Smith, ainda que ela acredite que a atitude tenha ocorrido, não há os requisitos necessários para processar Cuomo no Estado de Nova York.

Também partiu da mesma policial uma acusação de ‘conduta inadequada’ contra Cuomo, que teria perguntado se poderia beijá-la, de acordo com a NBC News.

A suposta atitude teria ocorrido na casa de Mount Kisco, quando a policial estadual fazia parte da equipe de segurança do então Governador e se preocupado com as ‘implicações’ de lhe dizer “não”. Cuomo teria beijado a policial na bochecha e dito: “Oh, eu não devo fazer isso”, ou ainda “a não ser que seja contra as regras”.

Em outra ocasião, o ex-Governador teria “traçado o dedo” do pescoço até às costas da policial, enquanto dividiam um elevador.

A promotora distrital Mimi Rocah, do Condado de Westchester, ficou a cargo destas investigações, mas não processará o Democrata por essas acusações, pois mesmo acreditando na palavra da suposta vítima, cuja identidade ainda não foi revelada, também não são crimes no Estado de Nova York.

Suposto assédio durante evento

Outra mulher também teve sua acusação investigada pela promotoria do Condado de Westchester. Ela teria sido assediada por Andrew Cuomo, que a teria puxado e beijado sua bochecha sem permissão, durante um evento na White Plains High School.

Contudo, está acusação também não foi levada adiante. Novamente a promotora distrital Mimi Rocah afirmou achar crível a acusação, porém, que a mesma não atende aos requisitos legais para o processo, notificou a NBC News.

Foi a segunda suposta vítima e a terceira acusação nas quais promotoras distritais – Joyce Smith (Nassau) Mimi Rocah (Westchester) – atuaram, afirmam acreditar na veracidade, mas não conseguiram atender ao básico legal para processar Cuomo.

Quarta vitória de Andrew Cuomo

Possivelmente a mais importante acusadora de Andrew Cuomo, Britanny Commiso alegou que o ex-Governador colocou a mão esquerda sob sua blusa e em suas “partes íntimas”, na Mansão do Governo, em 07 de dezembro de 2020. A queixa foi apresentada pelo Xerife Craig Apple, de Albany.

A NBC News informou que eram as acusações mais graves que pesavam contra Cuomo, contudo, a juíza Holly Trexler, do Tribunal da Cidade de Albany, indeferiu a queixa, após uma audiência à qual o acusado compareceu remotamente na sexta-feira (7).

Na terça-feira atrasada (4), o promotor público David Soares anunciou o arquivamento do ‘caso’ contra Cuomo.

Embora tenhamos achado a queixosa neste caso cooperativa e credível, após análise de todas as provas disponíveis, concluímos que não podemos cumprir nosso ônus no julgamento.

Como tal, notificamos o tribunal que estamos nos recusando a processar este assunto e solicitando que as acusações apresentadas pelo xerife do condado de Albany sejam retiradas

Promotor público David Soares

Com a palavra, a Defesa

Rita Glavin, advogada do ex-Governador de Nova York, se manifestou após a audiência, afirmando que o Xerife Craig Apple é “surpreendentemente não profissional e desonesto”. Glavin também não falou sobre a queixosa, Britanny Commiso.

Nenhum júri teria considerado a Sra. Commisso credível. 

É por isso que este caso foi arquivado

Rita Glavin, advogada de Andrew Cuomo

Cuomo ainda enfrentará queixas de outras oito mulheres – o ex-Governador foi acusado por 11 supostas vítimas -, que admite possivelmente ter deixado pessoas “desconfortáveis” com ações suas, mas nega todas as acusações de assédio e “má conduta” sexual.

Com informações de NBC News e NBC New York


O juiz não é nomeado para fazer favores com a justiça, mas para julgar segundo as leis

— Platão

Assine Esmeril e tenha acesso a conteúdo de Alta Cultura. Assine!
- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do Autor

PATRIMÔNIO E MEMÓRIA丨O lusotropicalismo em Gilberto Freyre

Roberto Lacerda recorda o clássico "O luso e o trópico" para honrar a memória de Gilberto Freyre, cuja reflexão...
- Advertisement -spot_img

Artigos Relacionados

- Advertisement -spot_img