Dizer “não” é importante. Evitar que as crianças tenham frustrações é condená-las ao pior dos sofrimentos

Acredito que quase todo mundo já deve ter ouvido alguém dizer que fulano ou fulana não educa bem os filhos, que deixa eles jogados fazendo o que bem entendem e que não ligam quando mexem nas coisas dos outros durante uma visita. Agora, imagine se alguém falar isso do seu filho? Qual será sua reação?

É óbvio que a educação dos filhos é responsabilidade dos pais, que devem impor os limites, portanto, é importante lembrar que ninguém é obrigado a aceitar as vontades do seu filho. E não só isso! A falta de limites e do não podem influenciar, e muito, a vida adulta do seu filho.

Nas últimas décadas houve notórias mudanças na educação das crianças e perda dos valores civilizacionais. Consequentemente, se nota a falta de limites e de bons exemplos, que as crianças enxergavam nos pais e levavam para a vida adulta.

Se tens bons modos à mesa, seu filho aprenderá contigo. Se você é uma pessoa que se estressa por tudo, agressiva, desleixada, desorganizada etc, é possível que o seu filho se espelhe em você e absorva seu comportamento.

A falta de limites na infância faz com que adultos acreditem que o poder está em suas mãos; que podem fazer tudo, sem ter que arcar com as consequências dos seus atos. O quão isso se deve ao fato de nunca terem ouvido um não de seus pais? São adultos, mas não amadureceram e não sabem lidar com frustrações.

Um dos motivos pelo qual os pais não aplicam o não é o peso na consciência pelo excesso de trabalho, pouco tempo dedicado aos filhos, para preencher o espaço com o sim ou com coisas materiais que não agregam em nada o desenvolvimento saudável da criança, e que preencherão o espaço e tempo que os pais deveriam dedicar aos seus filhos.

Há também os pais superprotetores, com medo de dizer não aos filhos cause traumas e os decepcionem. Tratam as frustrações como um bicho de sete cabeças, o qual os pequenos não são capazes de enfrentar.

Outro erro muito obsrváveis dos pais, é querer dar tudo o que não teve ao filho. Acreditar que deve ser permissivo às vontades do filho não é dar o seu melhor, mas facilitar a vida do seu filho ao ponto que será insuportável para ele ouvir não, ao menor pedido que seja. O medo nos pais de serem rejeitados e municia os filhos mimados.

Quando a criança não aprende a lidar com os nãos e as frustrações, que são inerentes à vida, não suportará as dificuldades e a convivência com pessoas que discordem delas. Se tornarão adultos intolerantes, prepotentes, egoístas etc, além de não terem noção de como resolver problemas.

É impossível traçar a vida de uma pessoa, mas se não houver persistência dos pais em educar e instruir seus filhos, quem poderá fazer isso por eles depois que sua personalidade estiver formada? Ouvimos que o mundo não ensina com o amor de pai e mãe, mas esquecemos de praticar isso e ter o trabalho de educar as criança, dispondo para isso do tempo e paciência que forem necessários.

Dizer não ao seu filho e dispor de tempo para ele, é protegê-lo tanto do sofrimento desnecessário, quanto do mal que ele pode fazer a si. É nossa tarefa como pais e mães!

Com informações da Canção Nova e do Brasil Escola


Os filhos tornam-se para os pais, segundo a educação que recebem, uma recompensa ou um castigo.

– J. Petit Senn

Gosta de nosso conteúdo? Assine Esmeril, tenha acesso a uma revista de alta cultura e ajude manter o Esmeril News no ar!

fim
Revista Esmeril - 2021 - Todos os Direitos Reservados

Leave a Comment

This div height required for enabling the sticky sidebar